29 de dezembro de 2012

Código de ética dos índios Norte Americanos



É impressionante como encontramos ensinamentos dos mestres ascensos neste código de ética dos índios Norte Americanos.

E os homens brancos julgam-se mais civilizados e evoluídos que os índios. . .

1. Levante com o Sol para orar. Ore sozinho. Ore com freqüência. O Grande Espírito o escutará, se você ao menos, falar.

2. Seja tolerante com aqueles que estão perdidos no caminho. A ignorância, o convencimento, a raiva, o ciúme e a avareza, originam-se de uma alma perdida. Ore para que eles encontrem o caminho do Grande Espírito.

3. Procure conhecer-se, por si mesmo. Não permita que outros façam seu caminho por você. É sua estrada, e somente sua. Outros podem andar ao seu lado, mas ninguém pode andar por você.

4. Trate os convidados em seu lar com muita consideração. Sirva-os o melhor alimento, a melhor cama e trate-os com respeito e honra.

5. Não tome o que não é seu. Seja de uma pessoa, da comunidade, da natureza, ou da cultura. Se não lhe foi dado, não é seu.

6. Respeite todas as coisas que foram colocadas sobre a Terra. Sejam elas pessoas, plantas ou animais.

7. Respeite os pensamentos, desejos e palavras das pessoas. Nunca interrompa os outros nem ridicularize, nem rudemente os imite. Permita a cada pessoa o direito da expressão pessoal.

8. Nunca fale dos outros de uma maneira má. A energia negativa que você colocar para fora no universo, voltará multiplicada a você.

9. Todas as pessoas cometem erros. E todos os erros podem ser perdoados.

10. Pensamentos maus causam doenças da mente, do corpo e do espírito. Pratique o otimismo.

11. A natureza não é para nós, ela é uma parte de nós. Toda a natureza faz parte da nossa família Terrenal.

12. As crianças são as sementes do nosso futuro. Plante amor nos seus corações e ágüe com sabedoria e lições da vida. Quando forem crescidos, dê-lhes espaço para que cresçam.

13. Evite machucar os corações das pessoas. O veneno da dor causada a outros, retornará a você.

14. Seja sincero e verdadeiro em todas as situações. A honestidade é o grande teste para a nossa herança do universo.

15. Mantenha-se equilibrado. Seu corpo Espiritual, seu corpo Mental, seu corpo Emocional, e seu corpo Físico; todos necessitam ser fortes, puros e saudáveis. Trabalhe o seu corpo Físico para fortalecer o seu corpo Mental. Enriqueça o seu corpo Espiritual para curar o seu corpo Emocional.

16. Tome decisões conscientes de como você será e como reagirá. Seja responsável por suas próprias ações.

17. Respeite a privacidade e o espaço pessoal dos outros. Não toque as propriedades pessoais de outras pessoas, especialmente objetos religiosos e sagrados. Isto é proibido.

18. Comece sendo verdadeiro consigo mesmo. Se você não puder nutrir e ajudar a si mesmo, você não poderá nutrir e ajudar os outros.

19. Respeite outras crenças religiosas. Não force suas crenças sobre os outros.

20. Compartilhe sua boa fortuna com os outros. Participe com caridade.

CONSELHO INDÍGENA INTER-TRIBAL NORTE AMERICANO
Deste conselho participam as tribos : Cherokee Blackfoot, Cherokee, Lumbee Tribe, Comanche, Mohawk, Willow Cree, Plains Cree, Tuscarora, Sicangu Lakota Sioux, Crow (Montana), Northern Cheyenne (Montana)


http://entredimensoes.blogspot.pt/2010_06_01_archive.html

27 de dezembro de 2012

Mensagem de Dalai Lama


"Desenvolver força, coragem e paz interior demanda tempo. Não espere resultados rápidos e imediatos, sob o pretexto de que decidiu mudar. Cada ação que você executa permite que essa decisão se torne efetiva dentro de seu coração."

(Dalai Lama)

18 de dezembro de 2012

Aprendendo com os Índios

Nós os índios, conhecemos o silêncio, não temos medo dele.

Na verdade, para nós ele é mais poderoso do que as palavras.

Nossos ancestrais foram educados nas maneiras do silêncio e eles nos transmitiram esse conhecimento.

“Observa, escuta, e logo atua”, nos diziam.

Esta é a maneira correta de viver.

Observa os animais para ver como cuidam se seus filhotes;

Observa os anciões para ver como se comportam;

Observa o homem branco para ver o que querem.

Sempre observa primeiro, com o coração e a mente quietos, e então aprenderás.

Quanto tiveres observado o suficiente, então poderás atuar.

Com vocês, brancos e pretos, é o contrário.

Vocês aprendem falando.

Dão prêmios às crianças que falam mais na escola, em suas festas, todos tratam de falar.

No trabalho estão sempre tendo reuniões nas quais todos interrompem a todos, e todos falam cinco, dez, cem vezes e chamam isso de “resolver um problema”.

Quando estão numa habitação e há silêncio, ficam nervosos.

Precisam preencher o espaço com sons.

Então, falam compulsivamente, mesmo antes de saber o que vão dizer.

Vocês gostam de discutir, sem sequer permitem que o outro termine uma frase.

Sempre interrompem.

Para nós isso é muito desrespeitoso e muito estúpido.

Se começas a falar, eu não vou te interromper.

Escutarei-te, mas talvez deixe de escutá-lo se não gostar do que estás dizendo, mas não vou interromper-te.

Quando terminares, tomarei minha decisão sobre o que disseste, mas não te direi se não estou de acordo, a menos que seja importante.

Do contrário, simplesmente ficarei calado e me afastarei.

Terás dito o que preciso saber.

Não há mais nada a dizer.

Mas isso não é suficiente para a maioria de vocês.

Deveriam pensar nas suas palavras como se fossem sementes.

Deveriam plantá-las, e permiti-las crescer em silêncio.

Nossos ancestrais nos ensinaram que a terra está sempre nos falando, e que devemos ficar em silêncio para escutá-la.

Existem muitas vozes além das nossas, muitas vozes.

Só vamos escutá-las em silêncio.

APRENDAMOS COM ELES…


Link da  fonte

A Busca da Missão da Alma - Léo Artese

A BUSCA DA MISSÃO DA ALMA
Léo Artese

Entendo que ter nascido aqui neste planeta, nestes tempos, foi por algum motivo ou propósito, esta certeza foi o que tornou imprescindível, para o meu autoconhecimento, saber qual é a minha missão.

Quando as metas que traçamos, estão em consonância com a missão da alma, o Universo conspira à favor. Quando se aproxima o verdadeiro propósito da alma, tudo da natureza interior vem a tona. A pessoa entra em um processo mais rápido de transformação pessoal. Quando convidamos o amor para despertar poderes mais profundos, trabalhar nos desafios torna-se uma aventura.

No xamanismo treinamos para assumir a responsabilidade final pelas nossas criações. Culpar outros pelas nossas frustrações humilha nosso espírito, e nos faz sentir desesperançados e fracos. Nesta era em que vivemos, buscamos compreender Deus não somente nos Grandes Mestres, mas integrando o Seu Poder em nossas mentes e corações. Isso é uma grande responsabilidade! Assumindo essa responsabilidade pessoal, nos capacitamos a tomar decisões lúcidas sobre o que queremos e desejamos. Quando perguntamos :

Devo mudar de trabalho/carreira ?
Porque meus relacionamentos não dão certo ?
Porque não acho a pessoa certa ?
Qual é a finalidade de minha vida ?
Porque eu mereci isto ?
Porque sinto um vazio ?

Na verdade, estamos perguntando a nós mesmos qual é a direção de nossa alma e como podemos unir essa direção à nossa personalidade, ou seja, buscamos harmonizar o nosso caminho com o nosso destino. Cada um de nós tem seus impulsos, sentimentos e necessidades específicas, e cada um tem sua direção correspondente para alma viajar na "Estrada da Vida", assim como um Destino para atingir (toda a viagem tem um destino!!!) dentro de um determinado tempo de vida.

Nessa jornada nos deparamos com desafios, obstáculos, relacionamentos, provas, família, etc, que influenciam na direção da nossa personalidade e que podem nos tirar do verdadeiro caminho que a alma traçou para viajar. Nos deparamos com bifurcações.

Nossos conflitos internos surgem quando a alma se distancia do caminho verdadeiro, nos levando a tristeza, depressão, raiva, impotência, um vazio profundo. Dizemos até a expressão popular "vontade de sumir do mapa".

Nosso grande desafio é descobrir a estrada da alma na qual a nossa personalidade possa prosperar. A prosperidade é o sinal de que foi feita uma integração entre a alma e a personalidade. Nossa alma, que conhece o passado, sabe o que a vida precisa, para continuar o estudo que foi deixado em outras vidas. Nossa alma é a força primordial, por trás de nós, que forja o nosso destino infinito.

Uma missão não é algo que se force a fazer, ou são criadas a partir de suas preocupações atuais. É algo profundo que só pode ser descoberto interiormente. Ao descobrir sua missão você pode ter a certeza de que as metas buscadas são suas. Descobrindo a sua missão, e vivendo-a, ela unificará seus interesses , ao mesmo tempo em que se desenvolve. A lição fundamental :

Faça o que gosta de fazer

Li uma interessante pesquisa do Dr. Bronnie Ware. Ele trabalhava em cuidados paliativos melhorando a qualidade de vida para pacientes terminais que deixavam o hospital e voltavam para morrerem em suas casas. Ele ouvia as pessoas nas últimas semanas de vida, quando abandonam qualquer pretensão e estavam totalmente honestas no seu leito de morte compartilharem seus maiores arrependimentos. Ele cita os cinco maiores:

1.) Eu gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida fiel a mim mesmo e não a vida que os outros esperavam de mim.

Este é o lamento mais comum, e geralmente vem de pessoas cujos sonhos não são alcançados. Quando as pessoas percebem que sua vida está terminando e olham para trás é fácil ver como muitos sonhos não foram cumpridos. A maioria das pessoas não tinham honrado nem a metade dos seus sonhos e morreram sabendo que era devido às escolhas que fizeram ou não fizeram.

2.) Eu gostaria de não ter trabalhado tanto.

Este foi o lamento mais comum dos pacientes do sexo masculino. Eles perderam seus filhos jovens como parceiros e companheiros. E, criando mais espaço em sua vida, você se torna e mais aberto a novas oportunidades mais felizes, mais adaptadas ao seu estilo.

Não era dinheiro ou status que tinham a verdadeira importância. Eles queriam ter feito as coisas de forma a beneficiar mais aqueles que amam. Isso é tudo o que resta no final, amor e relacionamentos.

3.) Eu gostaria de ter tido a coragem de expressar meus sentimentos.

Bronnie encontrou pessoas que reprimiam seus sentimentos para tentar manter a paz. . . mas, isso as tornaram infelizes e percebiam viver uma vida medíocre, sentiam que colecionavam ressentimentos e amarguras na vida. Como resultado, viveram uma existência medíocre e nunca se tornaram o quem eram realmente.

4.) Eu gostaria de ter permanecido em contato com meus amigos.

As pessoas ficaram mais velhas e deixaram amizades escapar. Em suas últimas semanas, muitas pessoas tentavam frenéticamente rastrear seus amigos perdidos no tempo.

5.) Eu gostaria de me permitir ser feliz.

Perceberam que eles poderiam quebrar seus padrões e hábitos antigos e optar por ser feliz. Essa é surpreendemente comum. A maioria não percebe que felicidade é uma escolha. Ficaram presos em velhos padrões e hábitos. O chamado "conforto" da familiaridade sobrepôs suas emoções, assim como suas vidas físicas. Medo da mudança os levaram a fingir para os outros, e para si mesmos, de que estavam contentes.

Lá no fundo, sentiram falta de dar boas risadas e de ter um pouco de amenidades na suas vidas novamente.

Por essa pesquisa podemos refletir que a vida que levamos está relacionada com as nossas escolhas e atitudes.

Nossa missão na vida reflete quem somos e orienta nossa maneira de agir no mundo. Aproveite o tempo de plantar da Primavera para semear seus sonhos. Nunca é tarde demais enquanto lhe resta tempo para viver. Ela é o propósito que o atrai para o seu futuro, unifica suas crenças, é a noção de quem você é.

Quando você vive sua missão, fica entusiasmado, concentra-se em desenvolver habilidades, busca realizar incansavelmente essa missão com todo o vigor, que cria um poder. E fará isto dia por dia. O descontentamento de tanta gente com seu trabalho os leva a uma vida dividida. A missão é um motivo profundo para estarmos vivos. Pergunte a si mesmo se tem um emprego, ou está realizando um sonho.Você possui uma combinação única de desejos, interesses, habilidades desenvolvidas, e também vastos talentos por serem desenvolvidos. Descobrindo a missão e vivendo-a ela unificará seus interesses , ao mesmo tempo em que se desenvolve.

As vezes as pessoas não acreditam que possam ser pagas para fazerem aquilo que elas gostam. O fato pode ser simplesmente : não sabem como fazer isto !

Relacione : O que valorizo nesta meta ?

viajar : aprendizado ou diversão
novo emprego : desafio / hesitação

O que é importante para mim em todos esses valores ?

A resposta que vier na cabeça será um valor ainda mais importante .

DESENVOLVENDO A VISÃO

Pense quais são os valores mais significativos. Veja você fazendo coisas que goste de fazer Veja-se fazendo coisas nobres, que você gostaria de fazer. Veja-se como gostaria de ser. Veja imagens que despertem a sua paixão. Permita que sua sabedoria interior guie o cenário que se desenrola dentro de você Veja-se rico(a), colorido(a). Sinta a sensação corporal. Desfrute desse futuro glorioso que está vendo. Enquanto observa o cenário, faça uma relação dos seus valores. Peça ao seu animal para orientar sua visão. Veja as cenas, guardando as imagens que representam seu propósito e sua missão

ESCREVA

Agora que sabe de que forma contribuir, pode fazer dessa visão uma causa para se dedicar.

ALINHANDO-SE

Veja seu futuro e a vida que está vivendo
Ouça objeções de uma parte de você ! Respeitosamente.
Veja as intenções positivas por detrás ? ( valor )
Crie alternativas para alcançar, fazendo acordo que favoreça todas as partes.

Pergunte a si mesmo :Isto representa o que sou ?

De que forma, cumprindo minha missão, eu vou ter uma boa vida?

Agora declare a missão : Minha missão na vida reflete quem sou, e orienta minha maneira de agir no mundo.

No meu aprendizado a busca de uma declaração, que sintetiza a missão, afirma o propósito de vida, traz uma dinâmica, clareza e foco e ajuda a enfrentar os desafios transformando-os numa aventura a ser vivida. É a clareza de que precisamos para tempos incertos.Por exemplo:

A minha missão é inspirar as pessoas para que elas possam se conhecer melhor, buscar a felicidade, se conectarem com o Sagrado e viver em harmonia com todas as relações e com todos os reinos.

Essa declaração de minha missão também me traz a consciência de que uma missão não é como uma meta, objetivo, que você se propõe a fazer e realizar e sim uma bandeira para carregar por toda a vida. Ou seja, não realizamos a missão, mas vivemos por ela.

A missão não é definida, ela é descoberta pelo próprio indivíduo. Quando identificada impulsiona a fazer tudo na vida buscando viver essa missão.É uma força para alcançar objetivos e atender a necessidade de crescimento e evolução. A missão reúne talentos e capacidades, os valores mais importantes, o que gostamos e o que fazemos por amor. Quando descobrimos a missão, direcionamos a vida para atendê-la, na compreensão de que ela é o motivo da existência, do nascimento, do porque estar aqui e agora.

Os elogios e incentivos que recebemos por nossas atitudes são indícios claros que comprovam que estamos vivendo a nossa missão. O Universo toma conta dos detalhes, nos enviando sinais e mensagens secretas que percebemos aos prestarmos atenção e conspiram a favor da realização da nossa missão. Observe as sincronicidades, sinais, o que você vê, ouve, sente, lê, seus encontros, pode ser a sua alma falando, trazendo orientação e clareza nesses momentos.

Quando percebermos que caminhamos com clareza na nossa missão, vivenciamos um estado de contentamento interior bem profundo, com a consciência de que as experiências pelas quais passamos é um fator de alinhamento com nossos propósitos da alma. Após formular a sua declaração de missão, traga-a consigo, escreva e coloque em lugares visíveis e repita-a todos os dias em voz alta, com energia, força, vitalidade, para que as palavras ressoem em sua alma.

Para construir sua declaração, procure meditar nas seguintes respostas:

1 – Quem sou Eu?

Essa é a raiz de nossa busca espiritual. É importante meditarmos a pergunta: “Quem Sou Eu? “, diariamente para provocarmos nosso diálogo interior e nos religarmos ao nosso verdadeiro eu. È preciso não confundirmos o “quem sou eu” com os papéis que desempenhamos tais como, filho, pai, amigo, professor, médico, mestre, etc.

Preste atenção aos sinais} coincidências) e sincronicidades. Pergunte a si mesmo as seguintes informações sobre cada experiência de hoje: (Se este evento tinha uma mensagem para a minha vida) o que seria?

Pergunte "Por que estou aqui?"

Quando você tiver tempo para ouvir, mensagens valiosas irão aparecer nas formas mais inesperadas.

"O propósito da minha vida é ..."; começe a escrever

A alma ama a verdade, quando acerta sua verdadeira missão, cada parte de você se expande com vitalidade e energia. Pode demorar um pouco e querer continuar a definir e refinar sua declaração sobre o trabalho da sua alma durante as próximas semanas.

Quando a pessoa identifica a razão de existir na Terra, uma sensação de paz invade seu ser. Poucas pessoas sabem o seu verdadeiro propósito de existência, sua missão de alma. Não há uma metodologia educacional que nos ensina a aprender a nossa missão. Geralmente nossa educação procura buscar o que queremos ser quando crescemos, qual é a nossa formação. Porém nunca somos estimulados para descobrirmos a nossa razão de viver, qual será a contribuição que deixaremos para o planeta, para a humanidade, para nosso pais, família. Dê asas à sua criatividade. Veja-se como gostaria de estar no futuro. O que gostaria de fazer em todas as áreas de sua vida. Reconhecer seus dons, talentos e capacidades naturais. Tenha a clareza de quais são os seus principais valores,,,virtudes, os seus interesses principais, seus desejos

A sua missão sempre tem a ver com seus talentos. Você vai sentir que contribui com um propósito maior quando usa esses talentos. Você pode usar para a sua satisfação pessoal, para contribuir para a humanidade, etc. De qualquer forma ao cumprir seus talentos estará contribuindo para o Universo de alguma forma.

http://www.xamanismo.com.br/Universo/SubUniverso1300793755

17 de dezembro de 2012

Oração do Perdão



Oração do Perdão.
Por: Fatima dos Anjos. 

Bem Amada Mãe Kwan Yin, em nome da vossa grandiosa Misericórdia e em nome da minha Bem Amada Presença Eu Sou, eu declaro:
Meu coração se abre para o perdão.
Através do perdão alcanço o amor.
Hoje presto atenção nos meus sentimentos e cuido de mim amorosamente.
Sei que todos os meus sentimentos são meus amigos.
O passado ficou para trás, não tem nenhum poder agora.
Os pensamentos deste momento criam o meu futuro.
Não quero ser uma vítima. Eu me recuso a sentir desamparo. Afirmo meu próprio poder.
Eu me concedo o dom de estar livre do passado e me volto com alegria para o presente.
Eu obtenho a ajuda de que preciso, de diversas fontes.
Meu sistema de apoio é: forte e afetuoso.
Não existe problema grande ou pequeno que não possa ser resolvido com amor.
À medida que mudo meus pensamentos, o mundo à minha volta também muda.
Estou pronto(a) para ser curado(a).
Estou disposto(a) a perdoar.
Tudo está bem.
Quando cometo um erro, eu me dou conta de que isso faz parte do meu processo de aprendizado.
Perdôo as pessoas do meu passado por todos os seus erros.
Eu as libero com amor.
Todas as mudanças que ocorrerem em minha vida são positivas.
Sinto segurança. Por meio do perdão chego à compreensão e sinto compaixão por todos.
Cada dia é uma nova oportunidade.
O ontem já passou. Hoje é o primeiro dia do meu futuro. Padrões antigos e negativos não me limitam mais.
Eu me desapego deles facilmente.
Sei perdoar, sou amoroso(a), bom(a) e gentil, e sei que a vida me ama. Ao me perdoar, fica mais fácil perdoar os outros.
Amo e aceito os membros da minha família tal como são neste exato momento.
Sei perdoar, sou amoroso(a), bom(a) e gentil, e sei que a vida me ama.
Eu Sou, Eu Sou, Eu Sou, A Jóia do Lótus de Kwan Yin despertando aqui e agora.
NAMO KWAN SHI YIN PU SA(3 X)
AH HUM, AH HUM, AH HUM
OM, OM, OM
No Amor e na Luz,
Eu Sou Fatima dos Anjos

13 de dezembro de 2012

Maria nossa Mãe! Maria passa na frente!

Maria passa na frente e vai abrindo estradas e caminhos; Abrindo portas e portões... Abrindo casas e corações. A Mãe indo na frente os filhos estão protegidos e seguem seus passos. Ela leva todos os filhos sob a sua proteção. Maria passa na frente resolve aquilo que somos incapazes de resolver. Mãe cuida de tudo o que não está ao nosso alcance. Tu tens poderes para isso. Vai Mãe, vai acalmando, serenando e amansando os corações. Vai acabando com o ódio e rancores, mágoas e maldições. Vai terminando com dificuldades, tristezas e tentações. Vai tirando teus filhos das perdições. Maria passa na frente e cuida de todos os detalhes; cuida, protege e ajuda todos teus filhos. Maria tu és a mãe e também a porteira. Vai abrindo o coração das pessoas e as portas nos caminhos. Maria eu te peço: passa na frente e vai conduzindo, levando, ajudando e curando os filhos que precisam de ti. Ninguém pode dizer que foi decepcionado por ti, depois de ter chamado ou invocado o seu nome. Só tu com o poder do seu filho Jesus podeis resolver as coisas difíceis e impossíveis de nossas vidas. Nossa Senhora de Fátima, faço esta oração pedindo a sua proteção.Reze um Pai Nosso e três Ave Marias.   

Amém.

11 de dezembro de 2012

Mensagem de Frei Betto - Bela Reflexão!

Frei Betto
"Assim como há escolas e cursos para aprender, deveria também existir para ensinar a desaprender.

Precisamos desaprender a considerar os bens da natureza produtos de uso próprio, ainda que o nosso uso perdulário se traduza em falta para muitos. Desaprender a valorizar um modelo de progresso que necessariamente não traz felicidade coletiva e uma economia cuja especulação supera a produção. Desaprender a olhar o mundo a partir do próprio umbigo, como se o diferente merecesse ser encarado com suspeita e preconceito.

O desaprendizado é uma arte para quem se propõe a mudar de vida. Nessa viagem, quanto menos bagagem e mais leveza, sobretudo de espírito, melhor e mais rápido se alcança o destino. Vida afora, carregamos demasiadas cobranças, mágoas, invejas e até ódios, como se toda essa tralha fizesse algum mal a outras pessoas que não a nós mesmos.

O que nos encanta nas crianças com menos de cinco anos é a interrogação incessante, o interesse pela novidade, o espírito despojado.

A humanidade não terá futuro promissor se não desaprender a promover guerras e a considerar a pobreza mero resultado da incapacidade individual. Urge desaprender a valorizar o supérfluo como necessário e a ostentação como sinal de êxito. Desaprender a perder tempo com o que não tem a menor importância e se dedicar mais nos cuidados do corpo que do espírito.

A vida espiritual é um contínuo desaprender de apegos e ambições, vaidades e presunções. A felicidade só conhece uma morada: o coração humano. Eis aí milhões de viciados de todos os tipos a gritar a plenos pulmões terem plena consciência de que a felicidade resulta de uma experiência interior, de um novo estado de consciência. Como não aprenderam a abraçar a via do absoluto, enveredaram pela do absurdo.

E convém aprender: no amor mais se desaprende do que se aprende."

(De Frei Betto)

13 de novembro de 2012

2012: Uma Nova Era

A fé começa a buscar a razão, e a encontra.
A Nova Idade do Ouro se aproxima.
A nova Era é finalmente vista ao horizonte.

As sensações mediúnicas e as singelas vibrações desconhecidas vão sendo sentidas por diversas pessoas ao redor do globo.
As religiões encontrarão seu fim e retornaremos à nossa divindade primitiva.
É chegada a hora de nos libertarmos dos dogmas e unirmos consciência aos nossos sentimentos.
A centelha do Criador ganha novas forças em nossos corações, e leva-nos às origens do cosmo, porque Ele quer assim, e assim será.
Peço-lhes que desvinculem-se do materialismo.
Peço-lhes que respirem fundo e que olhem para si mesmos.
A humanidade cada vez mais anseia por respostas e os Espíritos Superiores, plenos de sabedoria, anseiam por disseminá-las entre nós.
Esta foi a época em que foi descoberto a partícula Bóson de Higgs. Haverão diversas especulações científicas, diversas teorias físicas e químicas, mas como num sopro divino, tudo se encaixará.
Deus, ou qualquer outro nome que lhes convenha, é pensamento, é energia consciente, e permeia por todos nós.
Não existe bem ou mal meus queridos amigos, o que existe é a evolução e a regressão aos instintos primitivos, que há muito, já deveríamos ter abandonado...
O amor é a lei, não este que pensam os leigos, mas o verdadeiro amor, a vontade do zelo, afinal todos somos UM.
Preparem-se e informem-se antes de desdenhar ou criticar. Pois há coisas que lhes foge à compreensão, e não poderão esclarece-las com zombaria ou incredulidade.
Chega a aurora do conhecimento, aproximando criatura e criador, interligando tudo, desde os ritos mais antigos até a mais moderna ciência universal.
É isso que simboliza 2012. Será o fim do mundo? NUNCA. Será o fim da ignorância e da intolerância.
Lembrem-se: o amor e a caridade são as maiores leis. E o conhecimento é salutar.
Esperem então por vosso desabrochar em seus verdadeiros corpos átmicos com resignada paciência e observação.
Um forte abraço a todos, repleto de luz.
Namastê.
(Victor Stavale)

7 de novembro de 2012

Quando o Amor acontece

(Por Jandira Moraes)

O amor é uma caixinha de surpresas, que ninguém consegue decifrar. Quando ele aparece, o coração não escolhe a pessoa idealizada como certa, nem a hora, nem o lugar.

Ele apenas toma nosso peito, preenche-nos interio
rmente e o coração começa a se acelerar como a sinalizar que é hora de amar...

É um tic-tac incontrolável... Os olhos reluzem num brilho intenso, as palavras quase não saem mas o rubor na face fica a nos acusar. Ao lembrar da pessoa o sorriso vem aos lábios, mesmo sem a gente notar.

Quando ela liga, parece que vimos pássaros à voar. Mas ao ver a pessoa amada se aproximar o coração se acelera, parecendo querer saltar e ir de encontro à pessoa pra dentro dela se instalar...

Ah... esse sentimento maravilhoso que preenche o ser como um todo, é tão gostoso de sentir. Toda pessoa deveria vivê-lo e a ele se entregar, sem se preocupar com o que está por vir.

Querer segurá-lo é perdê-lo, pois ele só é bom quando é leve desapegado de senões e obrigações, que toma as pessoas que querem controlar o ser amado, com medo dele fugir.

Ah!... como é tolo o amante... Não aprendeu a lição da doação do amor incondicional. Aquele que ama de verdade não tem o desejo de posse, não segura nem se anseia, pois o coração se contenta só em ver o ser amado sorrir.

Como é bom amar e poder se soltar se entregar sem pudor, sem restrições... É como deixar-se levar de maneira leve, como pluma voando ao vento, como as águas nas ondas do mar, ou como a nuvem que no céu passeia, numa noite de luar.

Por que fugimos tanto do amor com medo de nos entregar?... Será que não percebemos que sem ele a vida fica vazia e sem sentido e nosso interior se entristece... A vida fica sem graça e o mundo parece parar... Seguimos meio obrigados para as tarefas do dia realizar.

A ausência de um amor, deixa o ser humano incompleto, pois todos nasceram pra amar E viver a emoção dos momentos sem com o depois se preocupar, pois o que se leva da vida é a experiência adquirida, que nos engrandece interiormente e faz nosso ser evoluir.

A cada amor plantado há uma semente de vida, um pedacinho de Deus, pois quanto mais amamos mais perto do Criador estamos e à Luz retornamos, eternizando nosso verdadeiro Ser ...

 (Jandira Moraes)

3 de novembro de 2012

Utilidade Pública: Repelente de Pescadores

REPELENTE DE PESCADORES

 INGREDIENTES:
1/2 litro de alcool
1 pacote de cravo da Índia (100ml)
1 vidro e óleo de neném (100ml)
 
MODO DE FAZER:
Deixe o cravo curtindo no álcool uns 4 dias agitanto , de manhã e a tarde. Depois coloque o óleo corporal (pode ser de amêndoas, camomila, erva doce, lavanda, aloe vera).
 
MODO DE USAR:
Passe uma gota no braço e nas pernas e o mosquito foge do cômodo.
O cravo espanta formigas da cozinha e dos eletrônicos, e espanta as pulgas dos animais.
O repelente evita que o mosquito sugue o sangue, assim, ele não consegue maturar ovos e atrapalha a postura. Vai diminuindo a proliferação.
A comunidade toda tem que usar, como num multirão.
Não forneça sangue para o aedes aegyty! Ioshiko Nobuni, sobrevivente da dengue hemorrágica.

Isso é fato!


1 de novembro de 2012

Chama Trina

Chama Trina
No coração está o elo da alma para a divindade. Isto acontece porque a Presença do EU SOU colocou uma chama espiritual no coração de cada um, que está localizada num centro denominado câmara secreta do coração. Os Mestres Ascensos chamam-na Chama Trina, centelha divina ou Santa Chama Crística, porque é por meio dela que comungamos com nosso Santo Cristo Pessoal.

A chama do coração é chamada “trina” porque tem três plumas. Cada pluma representa um aspecto da divina Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo ou, em terminologia hindu, Brahma, Vishnu e Shiva. Também é denominada trina porque encarna os três atributos primários do Espírito: poder, sabedoria e amor. Os elementos da Trindade, assim como as suas qualidades correspondentes, são representadas pelas cores azul (Pai/poder), amarela (Filho/sabedoria) e rosa (Espírito Santo/amor). O núcleo de fogo a partir do qual emerge a chama trina corresponde ao aspecto de Deus-Mãe e é representado pela cor branca.

O que significa para o indivíduo a natureza trina desta chama do coração? Ao exercer as qualidades divinas do amor, sabedoria e poder podemos manifestar a trindade da consciência de Deus e ter uma mestria maior naquilo que fazemos.

A chama rosa é o fogo da criatividade nascido do amor, da compaixão e da graça do Espírito Santo, que pode ajudar a dotar toda a criação com esse Espírito. A pluma amarela-dourada representa o Filho, a sabedoria, a mente de Cristo que está dentro de nós e que confere a inteligência. E a chama azul contém o poder e a determinação do Pai que pode manifestar o padrão divino da alma.

Equilibrar essas três plumas é um dos requisitos que temos de cumprir para fazermos a ascensão.
(extraído do Templo de Luxor - Facebook)

30 de outubro de 2012

A lei de dar e receber

:: por  Graziella Marraccini - site STUM::

O universo opera através de trocas dinâmicas. Recebemos aquilo que damos. Esta é a verdade sobre a Lei da Atração, tão comentada e tão mal compreendida. Recebi vários emails de internautas comentando os artigos anteriormente publicados e onde eu fiz uma reflexão sobre o poder dos pensamentos, das palavras e da potencialidade individual. Quando refletimos de forma filosófica sobre nossa capacidade de interagir com o universo estamos sempre propondo uma reflexão, não procurando de forma nenhuma impor nossa opinião. Creio que esse seja o maior intuito dessa coluna semanal: a troca de experiências que enriquece nosso mundo interior, aumentando nosso autoconhecimento e nos ajudando a desenvolver primeiramente nossa Consciência Individual e posteriormente a Consciência Cósmica.

Dito isso, vou refletir sobre a nossa capacidade de exercer a generosidade. Na Árvore da Vida (glifo estudado pela Cabala) encontramos um triângulo intermediário que abrange as três Esferas centrais de Hesed (Júpiter), Geburah (Marte) e Tipheret (o Sol). A união e a interligação dessas três energias nos ajudam a percorrer o caminho da evolução espiritual onde começamos a exercer nosso livre arbítrio, e conseqüentemente a fazer nossas escolhas pessoais. A interligação entre nossa energia pessoal e a energia cósmica passa necessariamente por essas três esferas (ou Sefira) posicionadas no centro da Árvore. Esse triângulo é chamado de triângulo ético já que com seu desenvolvimento conseguiremos as qualidades morais que nos tornarão merecedores do intercâmbio cósmico.

Lembremos que nossa mente está interagindo constantemente com a Mente Superior do cosmo. Com nossa energia pessoal conectada com a expressão do Eu Interior que está no caminho da evolução conseguiremos, sem dúvida, receber do Cosmo aquilo que desejamos e, sobretudo, merecemos.

Vamos fazer um exemplo: nosso sangue é bombeado constantemente de forma natural em nosso corpo, distribuindo a energia necessária para a manutenção da vida. Essa função natural sofre alterações quando procuramos modificar sua ação, interferindo. Por exemplo, quando ficamos muito estressados ou tensos, a pressão sanguínea sobe e causa mal-estar, ou então, o coração bate de forma descompassada, causando disritmia. Sem nossa interferência, este movimento constante do sangue que circula produz benesse em nosso corpo. É da mesma forma que a energia do UNO circula pelo universo: o macrocosmo é similar ao microcosmo. Se o sangue pára de correr pelo nosso corpo, ele coagula e nós morremos. Quando a energia do cosmo pára de fluir em nossas vidas, nós estagnamos, não evoluímos, morremos.

Similarmente, a corrente constante da abundância que é gerada pelo UNO flui livremente pelo cosmo e distribui a abundância àqueles que estão preparados para recebê-la. Esta abundância pode ser alcançada somente se a fazemos ‘fluir’. Nesta palavra, existe a noção de troca, ou seja, de dar e receber.

Portanto, devemos ter sempre em mente que temos a obrigação de ‘dar’ para poder ‘receber’. Quando falo em doação, não estou falando somente da expressão material que é o dinheiro circulante. É claro que ele será a derradeira manifestação desta abundância cósmica. No entanto, podemos começar a doar aquilo que temos em abundância, aquilo que não nos fará falta. Do mesmo modo que todo relacionamento depende do dar e receber, o relacionamento entre nós e o cosmo também depende da mesma Lei cósmica.

Quando você doa algo de si próprio, o fluxo vital invisível se manifesta e você recebe em troca a manifestação material de sua doação. Se você deseja alegria em sua vida, sorria e distribua alegria. Se você deseja amor, aprenda a dar amor. Se você precisa de conforto material proporcione conforto a alguém necessitado. Uma coberta doada a alguém que tem frio pode se reverter em mais clientes para seu negócio! Lembre-se que esse princípio pode ser aplicado em todos os níveis, seja pessoal que empresarial, seja no indivíduo quanto na sociedade. A energia se propaga em todos os níveis!

Lembre-se, porém, que o ato de dar deve ser prazeroso, generoso, e esses são atributos de Hesed=Júpiter, a Sefiroth que é também chamada de Misericórdia. A doação não pode ser motivada somente pelo desejo de receber! O fator de ligação, a ‘cola’ que faz funcionar a Lei da Atração é certamente o AMOR!
Coloque amor em todos os seus pensamentos, em todos os seus atos, em todos os seus objetivos e receberá de volta conforme seu merecimento.

Devemos usar a energia de Geburah-Marte para por em prática esse princípio de dar e receber. Sem ação e impulso nada flui. E, por último, devemos abrir nosso coração, o chakra cardíaco, Tipheret-Sol: o sangue que flui é como o amor que esquenta nosso corpo e distribui a energia vital.
Pratique o amor todos os dias. Comece a fazer circular essa energia que certamente o ajudará, seja como indivíduo que como sociedade e, finalmente, irá contagiar a humanidade. É em nosso Chakra Cardiaco que buscamos a Beleza Interior. Desenvolvemos essas qualidades praticando a doação e evoluiremos em nossa própria individualidade. Vamos começar a formar uma corrente de AMOR para salvar nosso planeta!

Eu me uno aos colaboradores do nosso portal de autoconhecimento STUM para praticar essa doação todos os dias! Vamos praticar?

Uma semana cheia de AMOR e de UNIÃO COM O TODO!

29 de outubro de 2012

Dar e Receber

Dar e Receber

"Lembre-se de que receber é tão necessário quanto oferecer. Receber graciosamente é uma expressão da dignidade de ofertar. Os que não conseguem receber são incapazes de dar. Dar e receber são diferentes aspectos do fluxo de energia do universo.

Não se trata apenas de coisas materiais. Receber com elegância um cumprimento, um elogio ou manifestação de respeito implica a capacidade de retribuí-los. A ausência de respeito, cortesia, boas maneiras ou admiração cria um estado de pobreza, não importa quanto dinheiro se possui."
 

(Deepak Chopra)

28 de outubro de 2012

Bela reflexão!

‎"Viver uma experiência amorosa é um dos maiores prazeres da vida. Gostar é sentir com a alma, mas expressar os sentimentos depende das idéias de cada um. Condicionamos o amor às nossas necessidades neuróticas e acabamos com ele. Vivemos uma vida tentando fazer com que os outros se responsabilizem pelas nossas necessidades enquanto nós nos abandonamos irresponsavelmente. Queremos ser amados e não nos amamos, queremos ser compreendidos e não nos compreendemos, queremos o apoio dos outros e damos o nosso a eles. Quando nos abandonamos, queremos achar alguém que venha preencher o buraco que nós cavamos. A insatisfação, o vazio interior se transformam na busca contínua de novos relacionamentos, cujos resultados frustrantes se repetirão. Cada um é o único responsável pelas próprias necessidades. Só quem se ama pode encontrar em sua vida 'Um Amor de Verdade'!"

(Luiz Gasparetto)

25 de outubro de 2012

Ressonância Schumann


Ressonância Schumann

Não apenas as pessoas mais idosas, mas também jovens fazem a experiência de que tudo está se acelerando excessivamente. Ontem foi carnaval, dentro de pouco será Páscoa, mais um pouco, Natal. Esse sentimento é ilusório ou possui base real? Pela “ressonância Schumann” se procura dar uma explicação.

O físico alemão W.O. Schumann constatou em 1952 que a Terra é cercada por uma c
ampo eletromagnético poderoso que se forma entre o solo e a parte inferior da ionosfera que fica cerca de 100 km acima de nós, criando o que se chamou de “cavidade Schumann”. Nessa cavidade produz-se uma ressonância (dai chamar-se ressonância Schumann) mais ou menos constante da ordem de 7,83 pulsações por segundo(hertz). Funciona como uma espécie de marca-passo, responsável pelo equilíbrio da biosfera, condição comum de todas as formas de vida. Essa ressonância está ligada ao sol e às condições ecológicas gerais da biosfera e da atividade poluidora humana. Sabe-se que o aumento crescente do uso de celulares favorece a poluição magnética a nivel de todo o sistema-Terra, além de interferir no equilíbrio magnético dos neurônios.

Verificou-se também que todos os vertebrados e o nosso cérebro são dotados da mesma frequência de 7,83 hertz. Empiricamente fêz-se a constatação que não podemos ser saudáveis fora desta frequência biológica natural. Antes, ela é extremamente propícia para o estudo e para o equilíbrio emocional humano. Quando nosso sistema biológico funciona nos parâmetros desta frequência, ele está em sintonia com a frequência magnética da Terra.

Experimentos que Schumann fez com estudantes, encerrando-os em “bunkers” isolados magneticamente, mostrou que ficavam perturbados. Introduzindo as ondas Schumann, voltavam, pouco tempo depois, ao estado normal. Detectou-se também que toda vez que os astronautas, em razão das viagens espaciais, ficavam fora da ressonância Schumann, adoeciam. Mas submetidos à ação de um “simulador Schumann” recuperavam o equilíbrio e a saúde.

Por milhares de anos as batidas do coração da Terra tinham essa frequência de pulsações e a vida se desenrolava em relativo equilíbrio ecológico. Ocorre que a partir dos anos 80 e de forma mais acentuada a partir dos anos 90 a frequência passou de 7,83 para 11 e para 13 hertz por segundo. O coração da Terra disparou. Coincidentemente desequilíbrios ecológicos se fizeram sentir: perturbações climáticas, maior atividade dos vulcões, recrudescimento do “el Niño”, maior degêlo nas calotas polares, aumento de tensões e conflitos no mundo e de comportamentos desviantes nas pessoas, entre outros. Devido à aceleração geral, a jornada de 24 horas, na verdade, é somente de 16 horas. Portanto, a percepção de que tudo está passando rápido demais não é ilusória, mas teria base real neste transtorno da ressonância Schumann.

Gaia, esse superorganismo vivo que é a Mãe Terra, deverá estar buscando formas de retornar a seu equilíbrio natural. E vai consegui-lo, mas não sabemos a que preço, a ser pago pela biosfera e pelos seres humanos. Apenas enfatizo a tese recorrente entre grandes cosmólogos e biólogos de que a Terra é, efetivamente, um superorganismo vivo, de que Terra e humanidade formamos uma única entidade, como os astronautas testemunham continuamente lá de suas naves espaciais. Nós, seres humanos, somos Terra que num momento de sua evolução começou a sentir, a pensar, a amar e a venerar, e hoje, a se alarmar. Porque somos isso, possuimos idêntica natureza bioelétrica e estamos envoltos pelas mesmas ondas ressonantes Schumann.

Se quisermos que a Terra reencontre seu equilíbrio devemos começar por nós mesmos: fazer tudo com menos stress, com mais serenidade, com mais amor que é uma energia essencialmente harmonizadora. Para isso importa sermos um pouco anti-cultura dominante que nos obriga a ser cada vez mais competitivos e efetivos, gerando desequilíbrio generalizado nas relações humanas.

Precisamos respirar juntos com a Terra para conspirar com ela em benefício de mais entendimento entre os seres humanos, de maior cuidado para com a Casa Comum e de uma paz mais duradoura para toda a humanidade.(Leonardo Boff, teólogo e escritor)

24 de outubro de 2012

Os Fios da Vida

Toda vez que amamos uma pessoa lançamos, por assim dizer, um fio de nossa energia sobre ela, o que cria uma conexão viva entre os dois campos vibratórios, mesmo à distância. Dessa forma, "sentimos" quando ela não está bem ou quando pensa em nós intensamente. Projetamos esse fio de conexão também sobre os amigos, as pessoas que gostamos, os projetos que temos; toda vez que nos identificamos com alguém e alguma coisa, lançamos nela uma parte de nossa energia, criando o vínculo.

Da mesma forma, quando odiamos alguém ou temos medo de algo, também nos ligamos energeticamente, mesmo sem querer. Quantas vezes ouvimos falar de pessoas que durante anos e anos ficaram presas entre si pelo ódio, sempre realimentado, sem conseguir seguir adiante na sua vida...

As situações mal resolvidas no passado formam muitas vezes uma rede de fios que carregamos nas costas (à imagem dos cães que arrastam na neve os trenós nos países gelados ) - continuamos arrastando as lembranças e culpas pela vida afora - e empenhando tanta energia nisso que pouco sobra para estarmos disponíveis para o presente. Ficamos, literalmente, amarrados ao passado.

Vivemos, assim, em meio a uma rede de fios que nos liga às pessoas, situações, ideais, medos, lembranças e esperanças.
Esse vínculo pode ser muito prazeiroso em certas situações, como quando amamos; mas quando o contato termina, muitas vezes sentimos que "uma parte de nós" ficou com o outro. Embora estejamos nos referindo aos sonhos e expectativas, isso ocorre realmente em termos energéticos.

É necessário "puxar o fio de volta", resgatar a energia que ficou projetada sobre o outro, e Integrá-la novamente em si mesmo. Voltar a estar inteiro.
O perdão é uma forma de fazer isso. Ao perdoar o outro, abrimos mão de toda expectativa lançada sobre ele e com isso trazemos de volta toda a nossa energia que com ele estava - seja sob a forma de amor, mágoa, raiva ou desejo de vingança. Ao liberar o outro, nos libertamos também.

Da mesma forma, ao resolvermos internamente alguma situação do passado - aceitando as coisas da forma como aconteceram, mesmo que não tenha sido da maneira como esperávamos - recebemos de volta a energia lá investida e que até aí estava paralisada. Ao fazer isso, fecha-se a brecha, e nos tornamos mais completos novamente. O que o outro faz não nos afeta mais. O que aconteceu é passado. Nos tornamos mais atentos ao presente. E, principalmente, mais disponíveis para a vida.

(Extraido do Perfil Femino Sagrado - Facebook)

Dia temido por Einstein chegou!

Albert Einstein  disse:

"Temo o dia em que a tecnologia se sobreponha à humanidade. Então o mundo terá uma geração de idiotas."

 Será que esse dia chegou? Confira...


Convívio no restaurante
Gozando um dia de praia
Desfrutando a BELEZA do museu
No estádio... apoiando sua equipe
Namorados divertindo-se
Encontro agradável na cafeteria
Passeando num conversível

21 de outubro de 2012

O Livro de Ouro de Saint Germain - Cap. IX


O LIVRO DE OURO DE SAINT GERMAIN
CAPÍTULO IX - MEDITAÇÃO

Uma das coisas mais importantes, mesmo para os estudantes sinceros, é sentirem a necessidade de dedicar algum tempo à meditação de manhã e à noite, que lhes aquiete a atividade externa, para que a Presença Interior possa surgir sem obstrução.

Meditar significa realmente sentir a ativa Presença de Deus. Por este motivo, quando se entra em meditação não se deve trazer conosco todas as perturbações que, nos ocuparam até aquele momento. Deve-se afastar, conscientemente, do senti­mento e da atenção tudo aquilo que possa perturbar, pois é um momento para entrar em contato com Deus e não para revolver velhos males. Quando se fez aquela afirmação: "Conheceis a Verdade e ela vos fará livres", a intenção foi a de reconhecer e aceitar a atividade da Grande Presença "EU SOU".

1) Fazei-vos conscientes de que o "EU SOU" é o Primeiro Princípio e que é a absoluta segurança de libertação agora mesmo.

2) Conheceis que o "EU SOU" é a ativa Presença que governa toda manifestação em vossa vida e vosso mundo perfeitamente. Assim, tereis entrado na Verdade que vos fará livres.

Devo falar de uma coisa que seria cômica se não fosse tão séria: Vós castigaríeis vosso cachorrinho se, constantemente, trouxesse ossos da cozinha para o tapete de vossa sala? Naturalmente vos pareceria que seria uma atitude imprópria. Não sabeis, amados estudantes, que, quando permitis que vossos pensamentos remexam experiências desagradáveis, estais fazendo o mesmo que o cachorrinho?

É de lamentar ser tão difícil fazer os estudantes compreenderem que nunca, sob nenhuma hipótese, se deve prender a água que já passou sob a ponte. Em outras palavras, experiências desagradáveis, as perdas, ou qualquer imperfeição que ocorreram em vossa vida não devem jamais ser seguras e presas ao presente. Se uma pessoa entrou em um negócio e fracassou, isto ocorreu sempre por desarmonia mental de sua atitude e seus sentimentos. Se cada indivíduo, em circunstâncias semelhantes, mantivesse, com firmeza, a certeza de que só existe Deus em ação, alcançaria o êxito mais perfeito.

Desde o momento em que tendes livre-arbítrio, aquele que não controla seu mundo sensorial encontrar-se-á destruindo todo o seu mundo e o alheio também. Tal é a Grande Lei, a menos que o estudante corrija seus pensamentos e sentimentos, mantendo-os corretos.

Todo ser encarnado cometeu uma quantidade de erros. Por esta razão vós não deveis permitir uma atitude de: "EU SOU mais santo que tu"; mas, pelo contrário, deveis invocar a Lei do Perdão, já que estais enviando crítica, condenação ou ódio em relação a outro filho de Deus.

Em vez disto, deveis dizer mentalmente à pessoa indicada: "Mando-vos a plenitude de meu Amor Divino para que vos abençoe e prospereis". Esta é atitude que vos livra dos fracassos da atividade externa e prosperareis assim.

Aqueles que estão constantemente pensando e discutindo algum negócio que fracassou, devem saber que afinal serão eles próprios destruídos se não apelarem à Lei do Perdão para apagar completamente aquela situação.

O estudante que se mantiver em atitude vingativa por algum mal imaginário ou real trará para si mesmo a incapacidade mental e física (paralisia ou mal de Parkinson). Aquele ditado antigo "a menos que perdoeis, como esperais ser perdoado?" é uma das mais graves leis da experiência humana. Se pudésseis ver como aderem a vós as coisas que já na desejais, colocando ainda vossos pensamentos em discórdias que não têm solução!

O mais importante que a humanidade está procurando, em realidade, é a Paz e a Liberdade, que sempre são as portas da felicidade. Não há mais do que uma só maneira de receberdes isto: É conhecerdes a Deus na Presença "EU SOU" e que esta Presença é a única Inteligência atuante em vossa vida e em vosso mundo a todo momento. Adotai isto, vivei-o. Uma das coisas mais assombrosas que testemunhei desde que estou no Estado Ascensionado é á idéia distorcida da liberdade financeira. Há apenas uma maneira segura sobre a qual se pode construir a liberdade financeira eterna, que é a de conhecerdes e sentirdes, com todas as fibras do ser; "EU SOU" a Substância, a Opulência já aperfeiçoadas no meu mundo, de todas as coisas construtivas que eu possa conceber ou desejar" .

Esta é a liberdade financeira verdadeira. Este conceito a trará para vós e a conservará.

Por outro lado, o homem pode usar consciente ou inconscientemente o necessário desta Presença "EU SOU" ou desta Energia Divina para acumular, através da atividade exterior, milhões de dólares. Mas, onde está a segurança de que os conservará? Eu vos asseguro que é impossível a qualquer ser no mundo físico conservar a riqueza acumulada se ele não tem em conta que Deus é o Poder que a produz e mantém.

Vede à vossa frente constantes exemplos de grandes riquezas que se vão em uma noite. Há milhares de pessoas que, nos últimos anos, se viram nesta situação. Embora tenham perdido seus haveres, se mantiverem firme conscientemente que "EU SOU a Riqueza de Deus em ação agora manifestada em minha Vida e em meu mundo," abrir-se-ia a porta imediatamente para receberem de novo a abundância. Por que se diz "de novo"? Porque novamente ricos, teriam construído um grande "momentum" de confiança. Todos os requisitos estavam à mão para que as riquezas continuassem, mas na maioria dos casos, quando essas perdas ocorrem, é porque se permitiu a entrada de grandes depressões, freqüentes ódios e condenações que fecharam a porta do progresso.

Deixai que vos assegure, Amados Filhos de Deus: jamais existiu neste mundo uma condição tão má que estivesse fora da Ativa Presença de Deus "EU SOU" com sua eterna força e coragem para reconstruir de novo a independência financeira. Eu quero que os estudantes entendam o seguinte: Nestes dias de derrubadas de tronos, de governos e de fortunas individuais, deveis compreender e saber que essas riquezas foram perdidas por ignorância e incompreensão. A Presença "EU SOU", Deus em ação, é a reconstrutora segura da fé, da confiança, da riqueza, ou seja, do que eles queiram fixar com sua atenção consciente.

E assim permitem eles que esta energia interior flua através de seus desejos, pois este é o Único Poder que jamais deixou de conseguir algo.

Todo indivíduo que tenha sofrido uma perda econômica deve imediatamente usar a maravilhosa afirmação de Jesus: "EU SOU ã Ressurreição e a Vida..." (do meu negócio, minha compreensão, ou o que seja necessário, pertinente) . Digo-vos francamente, amado estudante, que não há esperança alguma, no céu e na Terra, para aquele que persiste em manter em sua consciência pensamentos e sentimentos de crítica, condenação e ódio de qualquer espécie, e até um leve desagrado. Isto vos leva ao ponto vital: O que vos diz respeito é apenas vossa própria atividade em vosso mundo. Não vos compete julgar a outrem, porque vós não conheceis as forças nem as condições que o influenciam. Vós só conheceis o ângulo que vedes dele e eu vos digo que, se alguém envia pensamentos de crítica, condenação e ódio à outrem, que é inteiramente inocente de toda intenção de prejudicar o próximo, está cometendo algo pior que um assassinato físico. Por que é assim? Porque o pensamento e o sentimento formam o único poder criador e, embora sentimento e pensamento possam não chegar a prejudicar, têm que voltar e trazer consigo as condições enviadas pelo indivíduo que os emitiu e sempre com energia acumulada. Assim que tais pensamentos daninhos (contra outras pessoas) destroem os negócios e assuntos de quem os envia. Não ha forma possível de evita-lo, a menos que o indivíduo desperte e conscientemente inverta as correntes.

Vamos dar um passo adiante. Através de todas as idades têm existido empresas comerciais, nas quais uma ou mais pessoas tiveram o intento deliberado de prejudicar. E assim outros indivíduos absolutamente inocentes foram tidos como culpados e presos. Eu vos digo que é uma Lei Infalível: Aquele ou aqueles que possam causar a prisão de pessoas inocentes, privando-as de sua liberdade de ação, atrairão a mesma experiência em suas próprias vidas até a terceira e quarta encarnações seguintes.

Eu preferiria mil vezes morrer que ser um instrumento que pudesse privar de sua liberdade a qualquer dos filhos de Deus. Não há crime maior na experiência humana de hoje em dia que o uso das evidências circunstanciais, porque em 99% dos casos verifica-se, posteriormente, que foram inteiramente falsas. Algumas vezes a verdade não é conhecida jamais pelos sentidos exteriores.

De modo que, amados estudantes, nenhum daqueles que buscam Luz se constitua em Juiz de nenhum filho de Deus. Vamos supor que alguém a quem amamos muito esteja agindo disparatadamente. O que é que o mundo faz em primeiro lugar? Julga-o e critica-o. A coisa mais poderosa que se pode fazer a favor desta pessoa é enchê-la de amor e mentalizar "EU SOU Deus em ação, a única Inteligência e Atividade que controla este irmão ou irmã" . Continuar falando mentalmente a sua consciência é a mais eficaz ajuda que se pode dar.

Muitas vezes, os argumentos verbais com tal indivíduo for­mam uma condição antagônica, intensificando em vez de apagar a atividade. No trabalho silencioso, conseguireis vosso alvo com absoluta certeza.

Ninguém pode saber o que a Presença "EU SOU" de um terceiro deseja fazer. Estas são verdades vitais que, empregadas, trariam grande paz às vidas dos demais. Muitas vezes, o esforço posto em alguns negócios não pode impedir a ruína dos mesmos, porque há na consciência dos atuantes um juízo e condenação ocultos ou um sentimento de ódio dissimulado em relação ao outro.

O estudante ou indivíduo que deseje progredir rapidamente na Luz não deve nunca dormir sem que tenha enviado seu amor a todas as pessoas que considere tê-lo prejudicado em qualquer momento. Este pensamento de amor parte direto como uma flecha em direção à consciência da outra pessoa, não havendo nada que o possa deter, e produzirá seu resultado e poder onde foi enviado. Não há nenhum elemento causador de tantos males de corpo e de mente, como o sentimento de ódio enviado para outro indivíduo. Não se pode predizer como irá reagir na mente e no corpo daquele que o envia. Em alguma pessoa pode produzir um efeito, e em outra, um efeito diferente. Compreendei bem: o rancor ou ressentimento nada mais são do que outras formas de ódio, ódio em um grau menor.

Um pensamento maravilhoso para viver-se com ele é o seguinte: "EU SOU" o Pensamento e o Sentimento criadores perfeitos, presente em todas as Mentes e Corações de todos e em todos os lugares" , É algo maravilhoso. Não apenas dá paz e repouso ao que o envia ou que o produz, mas também provoca dons ilimitados que vem da Presença EU SOU.

Outro pensamento é: "EU SOU a Magna Lei da Justiça e Proteção Divina atuando nas Mentes e Corações de todos" . Podeis aplicar e usar isto com enorme força e poder em todas as circunstâncias. Outro é: "EU SOU o Amor Divino que enche as Mentes e corações em todos os lugares."

Absolutamente, tudo na experiência humana pode ser governado pela Presença "EU SOU". O uso da Presença "EU SOU" é a mais alta atividade que se pode ensinar. Quando dizeis "EU SOU", pondes Deus em atividade. Quando sentis e conheceis a enormidade do uso desta expressão, entendereis o enorme poder do "EU SOU". Quando dizeis "EU SOU o Poder de Deus Todo-Poderoso" , não há outro poder que possa atuar; tereis a liberdade e plena atividade de Deus.

Outra afirmação: "EU SOU a Memória Consciente e a Com­preensão no uso destas coisas" . Quando dizeis "A Presença EU SOU veste-me com meu traje de Luz Eterna e Transcendente" isto atua realmente nesse momento.

O lugar secreto do Altíssimo é esta Presença "EU SOU". As coisas sagradas que vos estou revelando não devem ser esquecidas. São como pérolas. Procurai conhecer sempre: "EU SOU o perfeito uso do meu falar e em minha atuação em todo ­momento, porque EU SOU a Presença Protetora". Então, a guarda sempre está montada.

A energia de Deus está sempre à espera de ser dirigida. Inerente à expressão "EU SOU", está contida a atividade auto­sustentada. Agora sabeis que o tempo não existe; isto vos traz à ação instantânea, e sua precipitação logo ocorrerá. Precedendo a manifestação sentireis sempre uma quietude absoluta.

Afirmações metafísicas para a pessoa que está em pleno processo judicial:

"EU SOU A LEI". "EU SOU A JUSTIÇA".

"EU SOU O JUIZ". "EU SOU O JÚRI".

Sabendo que o "EU SOU" é todo-poderoso, afirmai então que apenas a Justiça Divina pode se realizar nesta esfera.

10 de outubro de 2012

Aceitação - O início da Transformação

 Foto: ...((( Aceitação )))... 


O início da transformação. 

A primeira impressão que temos quando ouvimos ou pensamos em aceitar, seja uma pessoa, um fato ou uma circunstância, é de que estaremos nos submetendo ou nos subjugando, desistindo de lutar, desistindo de mudar, sendo fracos.

Na verdade, se quisermos modificar qualquer aspecto da nossa vida, das nossas relações ou de nós mesmos, devemos começar aceitando.

A aceitação é detentora de um poder transformador, que só quem já experimentou é que pode avaliar. É realmente difícil aceitar perda material ou afetiva; uma situação de dificuldade financeira; uma doença; uma "humilhação"; uma "traição", etc. Mas a aceitação é um ato de força interior, sabedoria e humildade, já que existem inúmeras situações que não podemos mudar no momento em que acontecem.

E de maneira geral as pessoas são como são, dificilmente mudam. Na verdade, não podemos contar com isso, quem muda somos nós por escolha e vontade própria, portanto, se não houver aceitação, o que estaremos fazendo é insensato, é insano.

Ser resistente a isso, brigar, revoltar-se, negar, deprimir, desesperar, indignar-se, culpar, culpar-se, etc, são reações emocionais carregadas de raiva; raiva do outro, raiva de si mesmo, raiva da vida e a raiva destrói, desagrega.

A aceitação é uma força que desconhecemos porque somos condicionados a lutar, a esbravejar, a brigar.

Aceitar não é desistir, nem tão pouco se resignar. 

Aceitar é estar lúcido do momento presente como é, e se assim a vida se apresenta, assim deve ser, já que tudo está coordenado pela Lei da Ação e Reação.

No  instante em que aceitamos, desmaterializamos situações que foram criadas por nós ("karma"), soluções surgem naturalmente através da intuição ou fatos, trazendo as respostas e as saídas para a situação, tudo isso porque paramos de resistir à VIDA como ela se apresenta no momento. 

A consciência de que tudo é movimento, nada é permanente, faz com que a aceitação aconteça mais facilmente. 

A nossa tendência "natural" é resistir, não aceitar, combater tudo o que nos contraria e o que nos gera sofrimento. 

Dessa forma, prolongamos a situação.

Resistir só nos mantém presos dentro da situação desconfortável, muitas vezes perpetuando e tornando tudo mais complicado e pesado.

Quando não aceitamos, nos tornamos amargos, revoltados, frustrados, insatisfeitos, cheios de rancor e tristeza, e esses padrões mentais/emocionais criam mais e mais dificuldades, nunca trazem solução.

Aceitar é expandir a consciência e encontrar respostas, soluções, alívio. 

Aceitar é o que nos leva à Fé.

É fundamental entender que aceitar não significa desistir... 

Seguir adiante com otimismo e ter muitos propósitos a serem atingidos é nossa atitude saudável diante da vida. 

Aceitar se refere ao momento presente.

No instante em que você aceita, ou em outras palavras, você entrega, novas idéias surgem para prosseguir na direção desejada, saindo do sofrimento.
A primeira impressão que temos quando ouvimos ou pensamos em aceitar, seja uma pessoa, um fato ou uma circunstância é de que estaremos nos submetendo ou nos subjugando, desistindo de lutar, desistindo de mudar, sendo fracos.

De verdade se quisermos modificar qualquer aspecto da nossa vida, das nossas relações ou de nós mesmos devemos começar aceitando.
Na verdade a aceitação é detentora de um poder transformador que só quem já experimentou é que pode avaliar.
É realmente difícil aceitar perda material ou afetiva; uma situação de dificuldade financeira; uma doença; uma "humilhação"; uma "traição", etc.
Mas a aceitação é um ato de força interior, sabedoria, e humildade, já que existem inúmeras situações que não podemos mudar no momento em que acontecem.

E de maneira geral as pessoas são como são, dificilmente mudam, na verdade não podemos contar com isso, quem muda somos nós por escolha e vontade própria, portanto, se não houver aceitação, o que estaremos fazendo é insensato, é insano.

Ser resistente a isso,  brigar, revoltar-se, negar, deprimir, desesperar,
indignar-se, culpar,culpar-se, etc, são reações emocionais carregadas de raiva; raiva do outro, raiva de si mesmo, raiva da vida e a raiva destrói, desagrega. A aceitação é uma força que desconhecemos porque somos condicionados á lutar, a esbravejar, a brigar.
Aceitar não é desistir, nem tão pouco se resignar. Aceitar é estar lúcido do momento presente como é, e se assim a vida se apresenta, assim deve ser, já que tudo está coordenado pela Lei da ação e reação.

No instante em que aceitamos, desmaterializamos situações que foram criadas por nós (“karma”), soluções surgem naturalmente através da intuição ou  fatos trazendo as respostas e as saídas para a situação, tudo isso porque paramos de resistir a VIDA como se apresenta no momento.

A consciência de que tudo é movimento, nada é permanente, faz com que a aceitação aconteça mais facilmente. A nossa tendência “natural” é resistir, não aceitar, combater tudo o que nos contraria e o que nos gera sofrimento. 
Dessa forma prolongamos a situação. Resistir só nos mantem presos dentro da situação desconfortável, muitas vezes perpetuando e tornando tudo mais complicado e pesado.

Quando não aceitamos nos tornamos amargos, revoltados,frustrados, insatisfeitos, cheios de rancor e tristeza, e esses padrões mentais/emocionais criam mais e mais dificuldades, nunca trazem solução.
Aceitar é expandir a consciência e encontrar respostas, soluções, alívio.  
Aceitar é o que nos leva à Fé.
È fundamental entender que aceitar não significa desistir; seguir adiante com otimismo, e ter muitos propósitos a serem atingidos é nossa atitude saudável diante da vida.  
Aceitar se refere ao momento presente, ao agora, no instante que você aceita, ou em outras palavras, você entrega, novas idéias surgem para prosseguir na direção desejada, saindo do sofrimento.

(Ana Cristina Pereira - Terapeuta Transpessoal)

4 de outubro de 2012

Assista ao menos uma vez! Legenda em Português

Vídeo maravilhoso! Vale a pena assistir!


Viva São Francisco de Assis!



04 de Outubro - Dia de São Francisco de Assis

Oração de São Francisco de Assis

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois, é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Que assim seja!





Mestre Ascencionado Kuthumi (Grande Fraternidade Branca)  foi São Francisco de Assis em uma das suas encarnações.