28 de dezembro de 2010

Para os que trabalham com gente...



"Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana"
(Carl Gustav Jung)

Simples e Profundo, não é?

26 de dezembro de 2010

O Recado consciencial de Kuan Yin


(Toques Espirituais Sobre Maturidade e Consciência)

Não espere a compreensão dos outros, seja você essa compreensão.

Não espere ser feliz pela presença de alguém amado na sua vida; seja feliz só porque você existe, independentemente de qualquer um.

Não espere que um salvador celeste venha salvar sua alma, apenas evolua e cresça, para você ser salvo de sua própria ignorância.

Não espere o perdão de alguém, seja você esse perdão.

Não espere que alguém se desculpe de você, seja você essa desculpa.

Não espere que a morte surja para provar que você vive além dela; use o discernimento e saiba disso agora!

Não espere a vida passar para que você passe sem compreender coisa nenhuma.

Cada momento é importante, cada vida é importante, e cada coisa que se aprende é importante; por isso é muito importante viver e valorizar essa existência atual, que tem de ser a melhor de todas as existências, independentemente de vidas anteriores.

O que você possa ter sido lá atrás, já passou...

Se você foi Hitler ou Buda, não interessa!

O que interessa é essa vida, e que você seja feliz aqui e agora, sem jamais depender de algo (ou de alguém) fora de si mesmo.

E toda transformação que você quiser que ocorra, seja você mesmo essa transformação, em lugar de procurar pedir essa transformação fora de si mesmo, dos outros, do mundo ou do que quer que seja.

O que quer que aconteça na sua vida, seja lá o que for, a chegada de alguém ou sua partida, não dependa disso para que seu discernimento se acenda.

Independentemente de quem chega ou de quem parte, é você que está aí dentro e, ao longo da eternidade, você estará acompanhado por si mesmo, todo o tempo.

Então, se amanhã, ou em outras vidas, você quiser estar bem acompanhado, comece a crescer agora, para que você seja boa companhia para sempre, de você mesmo.
(Wagner Borges - IPPB)

Mestra Kuan Yin

24 de dezembro de 2010

Aniversário de Jesus já foi celebrado em várias datas


Você sabia?
Até o século 4, a data era festejada em 6 de janeiro

(por Bruno Vieira Feijó - Abril.com - Aventuras na História)

Houve um tempo em que a Igreja não comemorava oficialmente o Natal – entre outros motivos, por não saber o dia em que Jesus nasceu. Embora o período tivesse sido mais ou menos calculado (a data seria no ano 6 a.C), em nenhum momento, nos primeiros 200 anos do cristianismo, o dia é mencionado. A especulação só começou por volta dos séculos 3 e 4, em resposta aos festejos promovidos pelos romanos com orgias e banquetes em reverência a divindades pagãs.

Nessa época, pelo menos oito datas diferentes foram propostas para o nascimento de Cristo. Duas datas, entretanto, prevaleceram e são usadas até hoje. Primeiro, veio o 6 de janeiro, uma comemoração feita no Oriente para o suposto dia em que Jesus fora batizado – a Igreja Ortodoxa armênia comemora o “natal” nesse dia.

A partir do ano 336, quando o imperador Constantino já havia declarado o cristianismo como a religião do Império Romano, veio o 25 de dezembro, adotado pela Igreja ocidental. O 6 de janeiro ficou, então, reservado ao dia em que Cristo teria aparecido aos três Reis Magos, herança das lendas epifânicas, nas quais os deuses se manifestam aos seres humanos.

As escolhas das datas não foram aleatórias. Ambas rivalizavam com festas pagãs realizadas no mesmo período, como a da religião persa que celebrava o Natalis Invicti Solis, a do deus Mitra e outras decorrentes do solstício de inverno e dos cultos solares entre os celtas e germânicos. “O 25 de dezembro foi uma conveniência para facilitar a assimilação da fé cristã pela massa de pagãos”, admite Mario Righetti, um dos mais renomados intelectuais católicos, em sua obra História da Liturgia, de 1955.
_______________________
Minha consideração:

Não importa a data, certo!? O que realmente importa é absorvemos e praticarmos os ensinamentos desse grande mestre, chamado Jesus, no nosso dia-a-dia.

Um Natal de muita Paz e Luz para todos!
Ah! Lembrem-se de cantar o PARABÉNS para o aniversariante e fazer uma linda oração, agradecendo por essa maravilhosa oportunidade de estarmos aprendendo no Planeta Terra.

20 de dezembro de 2010

Esperança - Mário Quintana


Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
— ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

17 de dezembro de 2010

Fernando Pessoa


Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá a falência.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios,incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.

É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

É saber falar de si mesmo.

É ter coragem para ouvir um 'não'.

É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho ?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo...

Fernando Pessoa (Lisboa, 13 de junho de 1888 - Lisboa, 30 de novembro de 1935)

16 de dezembro de 2010

Pai Nosso em Aramaico



É desta oração que derivou a versão atual do “Pai-Nosso”, a prece ecumênica de ISSA (Jesus). Ela está escrita em aramaico numa pedra de mármore branco em Jerusalém, próximo ao Monte das Oliveiras, na forma que foi invocada pelo Mestre. O aramaico era o idioma originário da alta Mesopotâmia, (séc. VI a.C.), e era usada pelos povos da região. Jesus sempre falava ao povo nesse idioma.
A tradução direta do aramaico para o português – sem a interferência da igreja – nos mostra como esta oração é bela, profunda e verdadeira, condizente com o Mestre Jesus.

Pai Nosso em Aramaico

"Pai-Mãe, respirção da Vida, Fonte do som, Ação sem palavras, Criador do Cosmos!

Faça sua Luz brilhar dentro de nós, entre nós e fora de nós para que possamos torná-la útil.

Ajude-nos a seguir nosso caminho respirando apenas o sentimento que emana do Senhor.

Nosso EU, no mesmo passo, possa estar com o Seu, para que caminhemos como Reis e Rainhas com todas as outras criaturas.

Que o Seu e o nosso desejo sejam um só, em toda a Luz, assim como em todas as formas, em toda existência individual, assim como em todas as comunidades.

Faça-nos sentir a alma da Terra dentro de nós, pois assim, sentiremos a Sabedoria que existe em tudo.

Não permita que a superficialidade e a aparência das coisas do mundo nos iluda, e nos liberte de tudo aquilo que impede nosso crescimento.

Não nos deixe ser tomados pelo esquecimento de que o Senhor é o Poder e a Glória do mundo, a Canção que se renova de tempos em tempos e que a tudo embeleza.

Possa o Seu Amor ser o solo onde crescem nossas ações.

AMÉM."

9 de dezembro de 2010

Princípio do vazio - Desapego - Feng Shui



Tens o hábito de juntar
Objetos inúteis neste momento,
Crendo que um dia
(Não sabes quanto)
Poderá precisar deles?

Tens o hábito de juntar dinheiro
Só para não gastá-lo,
Pois pensas que no futuro
Poderá fazer falta?

Tens o hábito de guardar roupa,
Joguetes, sapatos, móveis,
utensílios domésticos
E outras coisas
Que já não usa há bastante tempo?

E dentro de ti?...

Tens o hábito de guardar o que sentes,
Broncas, ressentimentos, tristezas,
Medos, pessoas, etc....???

Não faças isso.
É anti-prosperidade.

É preciso criar um espaço, um vazio,
Para que as coisas novas
Cheguem a tua vida.

É preciso eliminar o que é inútil
Em ti e em tua vida,
Para que a prosperidade venha.

É a força desse vazio
Que absorverá e atrairá
Tudo o que desejas.

Enquanto estiveres
Material ou emocionalmente
Carregado de velharias inúteis,
Não haverá espaço aberto
Para novas oportunidades,

Os bens precisam circular...

Limpa gavetas, armários,
Teu quarto, a garagem...

Dê o que não usas mais.

A atitude de guardar
Montes de coisas inúteis
Amarra tua vida.

Não são os teus guardados
Que estancam tua vida,
E sim, o significado
Da atitude de guardar.

O guardar significa
Possibilidade de falta, carência.

É crer que amanhã pode faltar
E tu não terás meios
De prover tuas necessidades.

Com essa postura,
Tu envias duas mensagens
Ao teu cérebro e tua vida:

1º... não confias no amanhã.
2º... Crês que o novo e o melhor
Não são para ti,
Já que te alegras em guardar
Coisas velhas e inúteis.

PAZ E LUZ ... Boa Sorte e Boa Limpeza!!!

3 de dezembro de 2010

Mensagem...

.
Quando a gente dirige a 140 km/hora não dá pra tirar os olhos da estrada, mas a 80 a gente pode admirar a paisagem, as pessoas, os detalhes do caminho. A realidade de cada um depende da velocidade que se conduz a vida, se ela for muito alta não se percebe nada.
(By Dalton Cortucci)

24 de novembro de 2010

Existe inveja boa ou branca?


- Ai que inveja de você, amiga!
Você acabou de relatar a uma colega de trabalho que conseguiu a tão sonhada promoção, ou que finalmente saiu para jantar com aquele gato que ela também sempre achou lindo. Ante a resposta dela, um expressivo misto de admiração e inveja, você ficou na dúvida. Será que realmente existe inveja do bem?
Invejar, de acordo com o Aurélio, é ter desgosto ou pesar pela felicidade de outrem, é cobiçar vivamente o que é alheio. Já admirar significa ter consideração, respeito, afeição, simpatia.
Pelo menos conceitualmente uma coisa não se confunde com a outra. Mas quando se trata de definirmos nossos próprios sentimentos, aí complica tudo. Segundo os psicólogos, a inveja surge de um sentimento, ou complexo, de inferioridade que normalmente vem após uma comparação que alguém faz em relação a outra pessoa. Essa comparação pode ser relativa a coisas materiais como casa, carro, roupas, namorado e também a coisas intangíveis, como a inteligência, a simpatia, a capacidade de comunicação, entre outras qualidades.
Do sentimento de inferioridade é que surgem, mesmo inconscientemente, pensamentos do tipo "ela é capaz de conseguir o que quer, eu não sou". Muita vezes até encontramos justificativas para tais pensamentos, nos sentimos injustiçados quando as portas se abrem para alguém que, aparentemente, não lutou tanto quanto nós e mesmo assim alcançou algo que não alcançamos.
Errado é pensar que o coração humano é perfeito e bom. Em Provérbios encontramos uma sucinta definição para inveja: "o coração com saúde é a vida da carne, mas a inveja é a podridão dos ossos". Todos nós, em algum momento da vida, já sentimos pelo menos um princípio de inveja. Às vezes disfarçada de desdém, às vezes de má vontade. O difícil é alguém admitir que já sentiu isso, e até mesmo diferenciar a inveja da admiração, que seria reconhecer a capacidade de conquista do outro e, ao mesmo tempo, motivar-se e acreditar que também poderá alcançar o tão sonhado objetivo. Alguns chamam esse impulso para a transformação de inveja boa.
Mas quando conseguimos separar o sentimento invejoso da admiração, constatamos que não há hipótese de existir inveja boa, já que invejar é querer para si o que é o do outro, é entristecer-se com as vitórias alheias, não reconhecer o mérito dos vencedores. Quem nutre a inveja tem o coração enegrecido, amargurado e pesado.
Sentir uma invejazinha uma vez ou outra na vida é diferente de nutrir, alimentar esse sentimento tão destrutivo pela vida afora. Faz isso quem sente uma constante necessidade de criticar, ofender, diminuir, ser hostil com quem se destaca, provavelmente por sentir-se inferior à pessoa alvo de tanto ódio. Já reparou que quando contamos coisas boas que nos aconteceram, muitos nem prestam atenção? Mas basta contar alguma tragédia para que todos fiquem interessadíssimos.
Para neutralizar esse sentimento em relação a nós, precisamos acreditar que as pessoas que nos invejam e hostilizam podem se tornar nossas admiradoras ou até mesmo amigas, desde que estejamos dispostos a compartilhar com elas nossas vitórias e conquistas, incentivando-as a perseguir seus próprios sonhos e objetivos. Pode parecer difícil, mas precisamos acreditar que somos capazes de mudar os outros e de sermos mudados, de transformar rivalidade em solidariedade, tudo é uma questão de ação e reação, onde ações positivas tem mais chances de provocar reações também positivas.
E da próxima vez que aquela amiga falar que tem inveja de você, sutilmente peça que ela troque o vocábulo. Um "Uau, amiga, como te admiro! Sou sua fã" soaria bem melhor.

By Marlene Bastos




Acrescento: Vale para os homens também!Independe de sexo!

23 de novembro de 2010

Você é "Open Mind"?

.
(Por Dalton Cortucci)


"Open mind" não significa deixar tudo entrar sem qualquer filtro e ficar na mão dos outros. "Open mind" significa ser flexível para avaliar o que é novo, acreditar que ainda tem o que aprender ao invés de ficar agarrado em suas convicções, expor-se na medida que você traga prazer a si mesmo e ao outros. Uma mente fechada não vai permitir que as coisas mudem e não conheço ninguém que não queira mudar alguma coisa.

16 de novembro de 2010

Achei perfeito...

.
Depois de tantas buscas, encontros, desencontros, acho que a minha mais sincera intenção é me sentir confortável, o máximo que eu puder, estando na minha própria pele. É me sentir confortável, mesmo acessando, vez ou outra, lugares da memória que eu adoraria inacessíveis, tristezas que não cicatrizaram, padrões que eu ainda não soube transformar, embora continue me empenhando para conseguir.
(Ana Jácomo)

10 de novembro de 2010

Oração do Perdão...


(Extraído do Livro de Radiestesia e Radiônica: Cinestesia do Saber do Prof. Renato Guedes Siqueira)

Buscando eliminar todos os bloqueios que atrapalham minha evolução, dedicarei alguns minutos para perdoar.
A partir deste momento, eu perdôo todas as pessoas que de alguma forma me ofenderam, me injuriaram, me prejudicaram ou me causaram dificuldades desnecessárias.

Perdôo, sinceramente, quem me rejeitou, me odiou, me abandonou, me traiu, me ridicularizou, me humilhou, me amedrontou, me iludiu.

Perdôo, especialmente, quem me provocou até que eu perdesse a paciência e reagisse violentamente, para depois me fazer sentir vergonha, remorso e culpa inadequada. Reconheço, que também fui responsável pelas agressões que recebi, pois várias vezes confiei em indivíduos negativos, permiti que me fizessem de bobo e descarregassem sobre mim seu mau caráter.

Por longos anos suportei maus tratos, humilhações, perdendo tempo e energia, na tentativa inútil de conseguir um bom relacionamento com essas criaturas.

Já estou livre da necessidade compulsiva de sofrer e livre da obrigação de conviver com indivíduos e ambientes tóxicos. Iniciei agora, uma nova etapa de minha vida, em companhia de gente amiga, sadia e competente: queremos compartilhar sentimentos nobres, enquanto trabalhamos pelo progresso de todos nós.

Jamais voltarei a me queixar, falando sobre mágoas e pessoas negativas. Se por acaso pensar nelas, lembrarei que já estão perdoadas e descartadas de minha vida íntima definitivamente.

Agradeço pelas dificuldades que essas pessoas me causaram, pois isso me ajudou a evoluir, do nível humano ao nível espiritualizado em que estou agora.

Quando me lembrar das pessoas que me fizeram sofrer, procurarei valorizar suas boas qualidades e pedirei ao Criador que as perdoe também, evitando que elas sejam castigadas pela lei da causa e efeito, nesta vida ou em futuras.

Dou razão a todas as pessoas que rejeitaram o meu amor e minhas boas intenções, pois reconheço que é um direito que assiste a cada um me repelir, não me corresponder e me afastar de suas vidas.

(Fazer uma pausa, respirar profundamente algumas vezes, para acúmulo de energia).

Agora, sinceramente, peço perdão a todas as pessoas a quem, de alguma forma, consciente e inconscientemente, eu ofendi, injuriei, prejudiquei ou desagradei.

Analisando e fazendo julgamento de tudo que realizei ao longo de toda a minha vida, vejo que o valor das minhas boas ações é suficiente para pagar todas as minhas dívidas e resgatar todas as minhas culpas, deixando um saldo positivo a meu favor.

Sinto-me em paz com minha consciência e de cabeça erguida respiro profundamente, prendo o ar e me concentro para enviar uma corrente de energia destinada ao Eu Superior. Ao relaxar, minhas sensações revelam, que este contato foi estabelecido.

Agora dirijo uma mensagem de fé ao meu Eu Superior, pedindo orientação, proteção e ajuda, para a realização, em ritmo acelerado, de um projeto muito importante que estou mentalizando e para o qual já estou trabalhando com dedicação e amor.

Agradeço de todo o coração, a todas as pessoas que me ajudaram e comprometo-me a retribuir trabalhando para o bem do próximo, atuando como agente catalisador do entusiasmo, prosperidade e auto-realização.

Tudo farei em harmonia com as leis da natureza e com a permissão do nosso Criador, eterno, infinito, indescritível que eu, intuitivamente, sinto como o único poder real, atuante dentro e fora de mim.

Assim seja, assim é e assim será.

6 de novembro de 2010

Quer mudar um comportamento seu e não sabe como?

...
Então observe uma criança fazendo algo novo. Ela pratica, e pratica, e pratica, até conseguir. E sabe por que? Porque as crianças não ficam procurando razões para desistir do novo comportamento enquanto ele não funcionar. Por isso, adotar uma mente aberta, tal qual a das crianças, é uma excelente prática. Uma mente aberta nos permite um aprendizado contínuo e gera estímulos para prosseguirmos. Temos muito a aprender com elas.
(Dica do coach Dalton Cortucci)

2 de novembro de 2010

Ao lembrarmos dos desencarnados...


Devemos nos esforçar para sempre que lembrarmos dos nossos entes queridos desencarnados, que nosso pensamento seja de saudade equilibrada, de desejo de paz e bem-estar, de apoio e afeto, e nunca de desespero, de acusação, de culpa, de remorso. Eles preferem ser lembrados no aconchego do ambiente de convívio, ao invés de cemitérios...

30 de outubro de 2010

Mensagem do Mestre Hilarion

Mensagem Semanal de Mestre Hilarion
Canalizada por Marlene Swetlihoff
10 a 17 de outubro, de 2010

Vocês agora estão recebendo energias poderosas que irão continuar a criar mudanças nos seus corpos físico, mental e emocional. Todos os bloqueios e as obstruções que os impediam de se moverem para adiante em suas jornadas espirituais estão agora sendo dissolvidas. Assim, a partir daí, agora irão encontrar uma grande sentimento de facilidade e bem estar preenchendo-os.

Tudo que uma vez os impedia de se elevarem que não lhes servia mais está sendo removido. Saibam que vocês têm uma miríades de ajudantes dos Planos Superiores, lhes assistindo, trabalhando com vocês para criarem uma maior conexão com o seu Eu Superior. Estejam abertos e fiquem atentos observando os dias adiante. Queiram ver o dia a dia da sua existência, de um modo de um modo diferente.

À medida que as suas mentes expandem em novas possibilidades e vocês cruzam os limites que os mantiveram presos aos antigos paradigmas, irão experienciar um maior sentimento de liberdade e re conexão com a sua própria soberania e poder. Isso irá expandir o seu pensamento para novas avenidas e soluções que não estavam visíveis para vocês.

À medida que uma maior Luz pulsa em ondas sobre o seu Planeta, ela irá abrir os seus chakras superiores para uma consciência e percepções maiores de um modo que vocês nunca experimentaram antes.

Isso poderá ser confuso em um primeiro momento e aí então irão achar difícil de explicar para outros o que vocês estão vendo e percebendo. Essa será uma experiência que irá ocorrer em um nível pessoal embora depois possa ser compartilhado com outros, pois é tempo da abertura de suas maiores capacidades.

Isso não irá acontecer de repente, embora isso será um processo gradual. Irá ser útil para vocês para estarem conscientes do processo, de tal modo que possam obter a sua completa capacidade e potencial, à medida que as suas habilidades extras sensoriais comecem a ser percebidas nas suas interações de seu dia a dia, com os outros em sua volta.

Alguns de vocês irão experimentar uma maior abertura nas sua habilidades, incluindo a habilidade de canalizar dimensões Superiores.

Fixem-se sempre em intenções que contenham apenas as Verdades Superiores, de modo que cem por cento de Luz possa chegar através de vocês, sendo ela, da mais alta vibração Crística.

Tenham a certeza por si próprios, de que estão limpos , fazendo um exercício de limpeza tal como é o exercício do "Limpeza Total das Energias", que a Escrivã publicou nas suas paginas de decretos - http://www.therainbowscribe.com/totalenergyclearing.htm ( português/ ) antes de tentarem canalizar um Ser de Luz do outro lado do véu.

É importante realizarem a sessão de canalização com um atitude a mais pura possível naquele momento.

A partir daí então, no sentido de atrair um Ser com nível Superior, é necessário fazerem as disciplinas diárias, pois ai então, os seus níveis de frequências estarão operando com os Seres dos Reinos Superiores. A maioria de vocês está agora fazendo isso, de modo que isso não deverá ser o maior problema para vocês. É importante organizarem-se para terem um tempo na sua agenda diária para essa pratica e para praticar diligentemente.

Vocês irão também começar a receber impressões e pensamentos de outros em sua volta. Assim, a partir daí, então, fiquem atentos e conscientes de que essa habilidade está abrindo. Mantenham -se em equilíbrio para não reagirem a esses pensamentos de um modo pessoal, mas estejam alertas, conscientes deles.

Estão entrando, agora, em um tempo de desabrocharem as suas habilidades e talentos para colherem as sementes da colheira que vocês têm plantado por um longo, longo periodo de tempo.

É tempo de colheita agora, Meus Amados, assim mantenham-se nos Caminhos Superiores todo o tempo sustentando a sua Visão Superior. Não desistam agora, nos momentos finais antes que esses tempos preciosos sejam desvelados. Permaneçam sozinhos o máximo de tempo que lhes for possível ficar nesses tempos de mudanças.

A sua Luz está se espalhando e a sua esfera de influencia está se tornando cada vez maior. Seja gentil consigo mesmo e pratique o sorrir para com os outros, pois o sorriso pode dissolver os escudos mais poderosos que já foram construídos em volta dos corações humanos. Encontre muitas coisas que lhe faça rir, celebrando a vida, a cada dia.

Eduquem o seu sempre crescimento com atitudes de gratidão, pois este é o caminho mais curto para a estrada da Única Fonte.

Façam das palavras "eu lhe agradeço" serem um constante refrão no seu processo interno e preparem-se para os miraculosos dias emergentes que estão alguns dias a sua frente.

Até a semana que vem...


EU SOU Hilarion


Tradução: Helena Renner

©2009 Marlene Swetlishoff
Esta mensagem pode ser compartilhada com outras pessoas desde que os direitos autorais sejam respeitado citando o autor e o link http://www.therainbowscribe.com/.
Obrigado por incluir o link do website quando compartilhar esta Mensagem com outros

26 de outubro de 2010

Mensagens de Herman Hesse...



"Nada posso lhe oferecer que não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo além daquele que há em sua própria alma. Nada posso lhe dar, a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu o ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo."



20 de outubro de 2010

Mensagem...




‎"A janela é um buraco na parede, mas através dela todo o quarto se ilumina. Similarmente, quando a mente está aberta e livre de pensamentos, a vida se desenrola sem esforços e o mundo é preenchido com luz".
(Chuang Tzu)

13 de outubro de 2010

Você está em análise? Por Jorge Forbes...


Você está em análise? Etâ perguntinha difícil de responder; vejamos. Primeiro, não basta você dizer que vai a um psicanalista bem titulado, tantas vezes por semana. O carteiro do analista também vai lá com frequência e nem por isso está em análise. Ficou conhecida a história de um paciente que após um bom tempo diz a "seu analista" que está chegando ao fim de seu trabalho. Este lhe responde: - "Engano seu, penso que o senhor está prestes a começar". Entrar em análise é mudar de posição subjetiva: a pessoa para de referir suas queixas às cenas atuais de seu cotidiano e passa a se entender em uma "Outra Cena", como dizia Freud. Isso é difícil de conseguir, pois a realidade sempre alivia o comprometimento de cada um em seu mal-estar, razão pela qual muitas pessoas adoram viver um inferno de vida. Se quisermos traduzir em conceito, entrar em análise é sair de uma moral dos costumes e se instalar na ética do desejo.

Segundo, há que se conhecer a diferença entre Psicanálise e o mar de psicoterapias que são oferecidas. Se até para o profissional, nem sempre é clara, imagine para o leigo. O termo "Psicanálise" adquiriu certo valor de mercado e acaba sendo o cobertor genérico de corpos disciplinares muito diferentes, o mais das vezes, opostos. Em síntese, praticamente todas as psicoterapias seguem o modelo da ética médica: um se queixa, o outro trata; um não sabe, o outro sabe; um é paciente, o outro é atuante. Arrisquemos uma definição: no fundamento do que se chama Psicanálise está sempre - sim - sempre responsabilizar o sofredor em seu sofrimento. Não culpar, atenção, responsabilizar e de uma responsabilidade muito diferente da responsabilidade jurídica, que se baseia na consciência dos fatos. Seria até engraçado que a prática do inconsciente exigisse a responsabilidade consciente. A responsabilidade em Psicanálise, contrariamente à jurídica, é a responsabilidade frente ao acaso e à surpresa. Não dá para ninguém se safar de uma situação dizendo: - "Ah, só se foi o meu inconsciente", como se ele fosse 'um moleque irresponsável que não tem nada a ver comigo'. A Psicanálise se define por sua ética, como queria Lacan, e a ética da Psicanálise é o avesso da ética médica, por conseguinte, das psicoterapias. Isso não quer dizer que uma coisa seja melhor que a outra, mas que é fundamental reconhecer as diferenças para que haja uma colaboração efetiva entre os campos clínicos e não mútuo borrão, como soe acontecer.

Terceiro, finalmente, fazer análise hoje é igual aos tempos de Freud? Sim e não. Sim, no que tange ao fundamento do inconsciente; não, na diferença de sua expressão. Desde Freud até muito recentemente, digamos há uns trinta anos, fazer análise era se conhecer melhor e, por isso, agir de maneira menos infestada de comprometimentos psicopatológicos. O se "conhecer melhor" se obtinha na análise do Complexo de Édipo, matriz da significação do comportamento humano, verdadeiro software genial que Freud invene - tou para entender como uma pessoa pode operar o hardware mundo, que não lhe é em nada natural. Por quase cem anos acreditamos que o mundo era edípico, e era mesmo, se edípico é um mundo que institui um padrão de significação vertical e superior, no caso, o Pai. O paciente de ontem, por viver em um mundo padronizado, sabia onde queria chegar e se perguntava sobre o que lhe amarrava a sua vida, daí o foco no passado. Entramos, agora, em uma nova configuração do laço social: a globalização privilegia a horizontalidade sobre a verticalidade constituindo uma sociedade em rede, muito distinta da piramidal da qual nos afastamos no bonde da História. Se hoje o Édipo ainda funciona, sua abrangência de leitura do fenômeno humano é mais restrita e, em decorrência, uma clínica nele centrado também o é. Necessitamos de uma clínica além do Édipo. O paciente de hoje, mais que do passado, quer saber do seu futuro. Ele não se pergunta o que o impede de chegar a um objetivo, pois o problema, quando se quebram os padrões, é saber qual é o seu objetivo entre as inúmeras possibilidades, fato que o angustia. Paradoxalmente, uma análise vai lhe mostrar que há um limite ao conhecimento e que fazer uma análise não é conhecer mais, mas se defrontar com o impossível de tudo saber, frente ao qual só resta uma possibilidade: a de inventar uma solução e a de publicá-la, suportando o risco de seu desejo. Uma análise hoje, pós-edípica, deverá ser capaz de transformar a angústia imobilizadora em criativa; a rigidez em flexibilidade; a moral da necessidade em ética do desejo.

(artigo publicado na Revista Psique - número 51, março 2010)
Jorge Forbes é psicanalista e médico-psiquiatra. É Analista Membro da Escola Brasileira de Psicanálise (A.M.E.), Preside o IPLA - Instituto da Psicanálise Lacaniana e dirige a Clínica de Psicanálise do Centro do Genoma Humano da USP. www.jorgeforbes.com.br

6 de outubro de 2010

Deus existe???


Alemanha
Inicio do século 20

Durante uma conferência com vários universitários, um professor da Universidade de Berlim desafiou seus alunos com esta pergunta:
“Deus criou tudo o que existe?”

Um aluno respondeu valentemente:
“Sim, Ele criou.”

“Deus criou tudo?”
Perguntou novamente o professor.
“Sim senhor”, respondeu o jovem.

O professor respondeu,
“Se Deus criou tudo, então Deus fez o mal? Pois o mal existe, e partindo do preceito de que nossas obras são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mau?”

O jovem ficou calado diante de tal resposta e o professor, feliz, se regozijava de ter provado mais uma vez que a fé era um mito.

Outro estudante levantou a mão e disse:
“Posso fazer uma pergunta, professor?”

“Lógico.” Foi a resposta do professor.

O jovem ficou de pé e perguntou:
“Professor, o frio existe?”

“Que pergunta é essa? Lógico que existe, ou por acaso você nunca sentiu frio?”

O rapaz respondeu:
“De fato, senhor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é a ausência de calor. Todo corpo ou objeto é susceptível de estudo quando possui ou transmite energia, o calor é o que faz com que este corpo tenha ou transmita energia.
O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Nós criamos essa definição para descrever como nos sentimos se não temos calor”

“E, existe a escuridão?”
Continuou o estudante.
O professor respondeu: “Existe.”

O estudante respondeu:
“Novamente comete um erro, senhor, a escuridão também não existe. A escuridão na realidade é a ausência de luz.
A luz pode-se estudar, a escuridão não!
Até existe o prisma de Nichols para decompor a luz branca nas várias cores de que está composta, com suas diferentes longitudes de ondas.
A escuridão não!
Um simples raio de luz atravessa as trevas e ilumina a superfície onde termina o raio de luz.
Como pode saber quão escuro está um espaço determinado? Com base na quantidade de luz presente nesse espaço, não é assim?
Escuridão é uma definição que o homem desenvolveu para descrever o que acontece quando não há luz presente”

Finalmente, o jovem perguntou ao professor:
“Senhor, o mal existe?”

O professor respondeu:
“Claro que sim, lógico que existe, como disse desde o começo, vemos estupros, crimes e violência no mundo todo, essas coisas são do mal.”

E o estudante respondeu:
“O mal não existe, senhor, pelo menos não existe por si mesmo. O mal é simplesmente a ausência do bem, é o mesmo dos casos anteriores, o mal é uma definição que o homem criou para descrever a ausência de Deus.
Deus não criou o mal.
Não é como a fé ou como o amor, que existem como existem o calor e a luz.
O mal é o resultado da humanidade não ter Deus presente em seus corações.
É como acontece com o frio quando não há calor, ou a escuridão quando não há luz.”

Por volta dos anos 1900, este jovem foi aplaudido de pé, e o professor apenas balançou a cabeça permanecendo calado…

Imediatamente o diretor dirigiu-se àquele jovem e perguntou qual era seu nome?

E ele respondeu:
“ALBERT EINSTEIN.”

OBS: Quando se pretende falar da relação entre Albert Einstein e a religião, é inevitável lembrar uma de suas frases mais famosas:
“A ciência sem a religião é manca; a religião sem a ciência é cega”.
Isso seria mais do que suficiente para se perceber que o cientista tinha uma relação especial com a religião(religare).

Lei do Caminhão de Lixo


(autoria desconhecida)
Um dia peguei um táxi para o aeroporto.

Estávamos rodando na faixa certa, quando um carro preto saiu de repente do estacionamento na nossa frente.

O taxista pisou no freio bruscamente, deslizou e escapou de bater em outro carro. Foi por um triz!

O motorista do outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente.

Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.

Indignado lhe perguntei: 'Porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro, a nós e quase nos manda para o hospital!'

Foi quando o motorista do táxi me ensinou o que eu agora chamo de "A Lei do Caminhão de Lixo."

Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo.

Andam por ai carregadas de lixo, cheias de frustrações, cheias de raiva, traumas e desapontamento.

À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar, e às vezes descarregam sobre a gente.

Nunca tome isso como pessoal.

Isto não é problema seu! É dele!

Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente.

Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no TRABALHO, EM CASA, ou nas ruas.

Fique tranquilo... respire E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.

O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo estragarem o seu dia.

A vida é muito curta, não leve lixo com você!

Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações.

Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem.

A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da maneira como você a recebe!

---------------------------------------------------------------------
E você, deixa o caminhão de lixo estragar o seu dia???
---------------------------------------------------------------------

2 de outubro de 2010

Oração da Prosperidade


Supremo Deus de Infinita bondade.

Sou um ser sadio, rico e feliz!

A minha mente, pensamento e emoções são perfeitos e sadios.

A harmonia e a riqueza fazem parte de todas as células e átomos do meu corpo.

Desintegram-se agora todos os medos, conflitos e crenças anteriores, fortalecendo o merecimento de receber, saúde, riqueza e felicidade.

A riqueza está presente em minha vida todos os dias de forma natural e positiva.

Riqueza física, riqueza mental, riqueza espiritual, riqueza emocional e riqueza material.

A riqueza, como tudo que existe no Universo também é uma energia.

Essa energia tem a cor dourada.

Respiro essa energia dourada e sinto-a invadindo todo meu Ser.

Sou próspero bem sucedido nos negócios, tranquilo e sereno.

Conscientizo-me da Lei da Riqueza.

A natureza é um altar de servir e dela participo ativamente.

Sou um Ser da prosperidade.

Sou realmente um ser sadio, rico e feliz!

Assim é em minha mente...

Assim passa a ser em minha vida agora.

1 de outubro de 2010

A tigela de madeira

.
(por Claudio Seto)
Um senhor de idade foi morar com seu filho, nora e o netinho de quatro anos de idade. As mãos do velho eram trêmulas, sua visão embaçada e seus passos vacilantes. A família comia reunida à mesa. Mas as mãos trêmulas e a visão falha do avô o atrapalhavam na hora de comer. Ervilhas rolavam de sua colher e caíam no chão. Quando pegava o copo, leite era derramado na toalha da mesa.

O filho e a nora irritaram-se com a bagunça. - “Precisamos tomar uma providência com respeito ao papai”, disse o filho. - “Já tivemos suficiente leite derramado, barulho de gente comendo com a boca aberta e comida pelo chão.”

Então, eles decidiram colocar uma pequena mesa num cantinho da cozinha. Ali, o avô comia sozinho enquanto o restante da família fazia as refeições à mesa, com satisfação. Desde que o velho quebrara um ou dois pratos, sua comida agora era servida numa tigela de madeira.

Quando a família olhava para o avô sentado ali sozinho, às vezes ele tinha lágrimas em seus olhos. Mesmo assim, as únicas palavras que lhe diziam eram admoestações ásperas quando ele deixava um talher ou comida cair ao chão.

O menino de 4 anos de idade assistia a tudo em silêncio

Uma noite, antes do jantar, o pai percebeu que o filho pequeno estava no chão, manuseando pedaços de madeira. Ele perguntou delicadamente à criança:

- “O que você está fazendo?”

O menino respondeu docemente:

- “Oh, estou fazendo uma tigela para você e mamãe comerem, quando eu crescer”.

O garoto de quatro anos de idade sorriu e voltou ao trabalho. Aquelas palavras tiveram um impacto tão grande nos pais que eles ficaram mudos. Então lágrimas começaram a escorrer de seus olhos.

Embora ninguém tivesse falado nada, ambos sabiam o que precisava ser feito. Naquela noite o pai tomou o avô pelas mãos e gentilmente conduziu-o à mesa da família.

Dali para frente e até o final de seus dias ele comeu todas as refeições com a família. E por alguma razão, o marido e a esposa não se importavam mais quando um garfo caía, leite era derramado ou a toalha da mesa sujava.

29 de setembro de 2010

Um poema de Drummond para refletirmos e reverenciarmos a vida…


Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.

Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.

Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias.

Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.

Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.

Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.

Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação.

Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Ou ter coragem pra fazer.

Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.

Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende. E é assim que perdemos pessoas especiais.

Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.

Difícil é mentir para o nosso coração.

Fácil é ver o que queremos enxergar.

Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto. Admitir que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil.

Fácil é dizer “oi” ou “como vai?”

Difícil é dizer “adeus”. Principalmente quando somos culpados pela partida de alguém de nossas vidas…

Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.

Difícil é sentir a energia que é transmitida. Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa.

Fácil é querer ser amado.

Difícil é amar completamente só. Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. Amar e se entregar. E aprender a dar valor somente a quem te ama.

Fácil é ouvir a música que toca.

Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.

Fácil é ditar regras.

Difícil é seguí-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.

Fácil é perguntar o que deseja saber.

Difícil é estar preparado para escutar esta resposta. Ou querer entender a resposta.

Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.

Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.

Fácil é dar um beijo.

Difícil é entregar a alma. Sinceramente, por inteiro.

Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.

Difícil é entender que pouquíssimas delas vão te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.

Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.

Difícil é ocupar o coração de alguém. Saber que se é realmente amado.

Fácil é sonhar todas as noites.

Difícil é lutar por um sonho…

19 de setembro de 2010

Alerta colocado na porta de um espaço terapêutico.


O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza
O coração enfarta quando chega a ingratidão.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.

Atenção!
O plantio é livre, a colheita, obrigatória ...
É bom prestarmos atenção no que plantamos, pois será a mesma coisa que iremos colher!

Recebi por e-mail(autoria desconhecida)

12 de setembro de 2010

Palavras de Goethe:

.
"Em relação a todos os atos de iniciativa e de criação, existe uma verdade fundamental cujo desconhecimento mata inúmeras idéias e planos esplêndidos: a de que no momento em que nos comprometemos definitivamente, a providência move-se também. Toda uma corrente de acontecimentos brota da decisão, fazendo surgir a nosso favor toda sorte de incidentes e encontros e assistência material que nenhum homem sonharia que viesse em sua direção. O que quer que você possa fazer ou sonhe que possa, faça. Coragem contém genialidade, poder e magia. Comece agora".
(Goethe)

10 de setembro de 2010

Coach Dalton Cortucci diz:



Quando você decide mudar algo, o período de transição é nebuloso e a gente sempre fica um pouco perdido. Isto porque você não é mais o que era e ainda não é o que decidiu ser. Então não se assuste, siga em frente, pois isso faz parte do processo.

Outra...
Quando você defende uma opinião a qualquer custo, acaba perdendo o foco porque as opiniões contrárias começam a se confundir com ataques pessoais. Nesse momento, deixamos a convicção para nos tornarmos teimosos ou fanáticos. Em outras palavras, a intransigência não lhe garante "certezas", apenas assegura-lhe desconfortos e inimizades.

Outra...
Inteligência Emocional se aprende, não é inata, portanto, a boa notícia é que se você estiver a fim pode mudar muita coisa a partir desse aprendizado. O cérebro está pronto para atendê-lo criando novas conexões neurais, ele está a seu serviço e não você ao dele

BR Coaching

9 de setembro de 2010

Perguntaram ao Sábio de Mileto...


Um sofista se aproximou de Tales de Mileto e tentou confundi-lo com as perguntas mais difíceis.

Mas o sábio de Mileto estava à altura da prova, porque respondeu a todas as perguntas sem a menor vacilação e com a maior exatidão.

1. O que é mais antigo? – DEUS, porque sempre existiu.

2. O que é mais belo? – O UNIVERSO, porque é a obra de Deus.

3. Qual é a maior de todas as coisas? – O ESPAÇO, porque contém tudo do Criador.

4. O que é mais constante? – A ESPERANÇA, porque permanece no homem, mesmo depois de ter perdido tudo.

5. Qual é a melhor de todas as coisas? – A VIRTUDE, porque sem ela não existiria nada de bom.

6. Qual é a coisa mais rápida de todas? – O PENSAMENTO, porque em menos de um minuto, nos permite voar até o final do Universo.

7. Qual é a mais forte de todas as coisas?– A NECESSIDADE, porque é com ela que o homem enfrenta todos os perigos da vida.

8.O que é o mais fácil de todas as coisas? –Dar CONSELHOS.

Mas quando chegou a nona pergunta, nosso sábio falou um paradoxo. A pergunta foi esta:

9. O que é o mais difícil? E o Sábio de Mileto replicou: - CONHECER A SI MESMO.


Tales de Mileto (em grego Θαλής ο Μιλήσιος) foi o primeiro filósofo ocidental de que se tem notícia. Ele é o marco inicial da filosofia ocidental. De ascendência fenícia, nasceu em Mileto, antiga colônia grega, na Ásia Menor, atual Turquia, por volta de 624/625 a.C. e faleceu aproximadamente em 556 ou 558 a.C..

7 de setembro de 2010

Reflexão: a maior aliada dos relacionamentos


Este artigo foi extraído do portal MSN - "Msn Encontros" / "Par Perfeito" e escrito por:
(Dra. Mariana Santiago de Matos - Psicóloga)

Reflexão: a maior aliada dos relacionamentos
Entre as tantas mensagens que recebemos diariamente, há diversas escritas por usuários que estão se sentindo frustrados por ainda não terem conseguido o relacionamento que tanto desejam. Algumas delas chegaram a conhecer pessoas com quem tiveram relações, mais curtas ou mais longas, porém o final não foi o que esperavam. Esses usuários que se frustraram se manifestam das mais variadas maneiras: alguns pensam em desistir, outros se perguntam (e nos perguntam) o que há de errado com eles, outros ainda mostram-se dispostos a mudar algo em si, que consideram inadequado, para que tenham mais sucesso nas futuras relações. Há também aqueles que revelam, em suas mensagens, a insatisfação e a raiva que sentem diante da frustração. Estes – pouco numerosos, se compararmos com a maioria das mensagens que recebemos – paradoxalmente parecem não estar dispostos a solucionar a dificuldade. Ao que parece, escrevem como um desabafo, buscando um “culpado” pelo que consideram ser um insucesso. Queixam-se das ferramentas do site, afirmam categoricamente que nenhum homem ou nenhuma mulher (dependendo do gênero de quem escreve) quer nada sério e chegam a se queixar das psicólogas, que são incapazes dar soluções às suas dificuldades. Em todos esses casos, a frustração parece ser tanta que essas pessoas aparentemente não conseguem refletir sobre relações que não deram certo, buscando entender as razões do insucesso. Em vez disso, atacam, como metralhadoras giratórias, tudo o que vêem pela frente. Assim, eximem-se do que talvez seja a parte mais complicada de um relacionamento: olhar para si mesmo. Agindo dessa maneira, naturalmente torna-se ainda mais complexa a tarefa de iniciar uma relação.

Por tudo o que disse até aqui, neste artigo buscarei ajudar aqueles que têm nos escrito essas mensagens de insatisfação ou raiva. Por entender que o ataque é muitas vezes um tipo de defesa, tentarei fornecer elementos para a reflexão. A reflexão é, a meu ver, o primeiro passo para a solução de quaisquer dificuldades nos relacionamentos. Pensar é sempre melhor que atacar. Buscar soluções é sempre melhor que apontar problemas. Vamos, então, ao que nos interessa!

Quase sempre me surpreendo com as queixas sobre o funcionamento do site. É evidente que o site é passível de falhas e as críticas sempre são muito bem recebidas por toda a equipe técnica. O que me surpreende não são as críticas, mas o tom de acusação que há em algumas delas. É como se determinadas pessoas acreditassem que o site teria o poder de, sozinho, gerar relacionamentos. É evidente que não é assim. O ParPerfeito tem o intuito de facilitar o encontro entre seus usuários, porém as relações são construídas pelas pessoas. O site é a ferramenta, não o produto final. Seria como me queixar do tijolo quando não consigo construir uma casa. Tais como casas, relações são construídas. E são construídas por duas pessoas. Por essa razão, nem o site nem uma pessoa só são capazes de gerar relacionamentos. O site é – isso sim – capaz de servir como um intermediário entre duas pessoas.

As afirmações categóricas também chamam bastante minha atenção. As frases que começam com “todos os homens” ou “todas as mulheres” em geral contêm generalizações injustas. Dizer, por exemplo, que todos os homens do site querem apenas relações efêmeras, ou que todas as mulheres são interesseiras parece eximir aqueles que dizem de qualquer responsabilidade sobre as próprias experiências ou sobre o próprio futuro. Estão única e exclusivamente como estão por causa dos outros. Uma usuária chegou a afirmar que está solteira “unicamente por opção dos homens”. Dessa maneira, exime-se de ter de pensar sobre a sua contribuição para o próprio insucesso. Retomando o que eu disse no parágrafo anterior, uma relação é uma construção de duas pessoas. Por isso, é impossível responsabilizar apenas uma pelo sucesso ou pelo insucesso do relacionamento. Assim como não podemos nos culpar por tudo o que acontece em uma relação, também não podemos nos eximir completamente da responsabilidade. É preciso haver um meio termo: é importante pensar na própria responsabilidade, porém sem carregar uma enorme culpa por tudo.

Finalmente, as queixas sobre nós, psicólogas, que não conseguimos resolver as dificuldades de todos. É essencial ter em mente que não apenas não conseguimos, mas não temos a intenção de fazê-lo. Nossa função aqui é a de ajudar os usuários a pensarem sobre os problemas que enfrentam nos relacionamentos. Sabemos que a ajuda é preciosa para muitos, que nos dizem isso textualmente em muitas mensagens. Outros, contudo, parecem nos idealizar de tal maneira que chegamos a parecer fadas capazes de transformar a realidade e fazer com que as relações aconteçam e sejam perfeitas. Estou falando de maneira caricatural para mostrar como algumas pessoas esperam de nós algo que não podemos fazer. Como eu disse no começo deste artigo, poder refletir é o primeiro passo para a solução de muitas dificuldades. Por este motivo, ajudar as pessoas nessa reflexão é algo valioso. A solução, no entanto, cabe a cada uma delas.

Olhar para si mesmo é um exercício difícil para muitos. É justamente a dificuldade de fazer isso que leva alguns a se queixarem de tudo o que lhes é externo, sem conseguir investigar em si próprios aquilo que contribui para sua infelicidade ou insucesso. Essa, no entanto, está longe de ser uma solução. Ao culpar o que está em volta, a pessoa se torna passiva, sentindo-se quase como uma vítima de um mundo cruel que lhe impõe o sofrimento. Se vitimizando, passa a ter pena de si, paralisando-se e deixando de agir. Por tudo isso, embora possa ser difícil, olhar para si mesmo é um exercício possível e imprescindível. Poder entender a própria maneira de pensar, de agir e de ver o mundo pode permitir enxergar a própria parte nas dificuldades nos relacionamentos. Ao enxergar as próprias dificuldades, é possível também tentar mudar o que pode estar atrapalhando. Olhando para si, é possível distinguir o que é seu do que é do outro.

Termino minhas reflexões – que, espero, possam suscitar novas reflexões naqueles que chegaram até aqui – com uma frase magistral do filósofo Jean-Paul Sartre, que julgo em sintonia com tudo o que eu disse: “Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você”

Este artigo foi extraído do portal MSN - "Msn Encontros" / "Par Perfeito" e escrito por:
(Dra. Mariana Santiago de Matos - Psicóloga)

6 de setembro de 2010

NOSSO LAR* nas Telas dos Cinemas

.
Independente da sua espiritualidade, de qual seja a sua religião, se acredita ou não em reencarnação, RECOMENDO assitir esse filme.



Saiba mais clicando nos links...
Nosso Lar...

SITE OFICIAL DO FILME

29 de agosto de 2010

Mensagens de Rubem Alves...


O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: "Se eu fosse você..."
---
Amar é ter um pássaro pousado no dedo.
Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento, ele pode voar”
---
Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses.
---
Quem experimenta a beleza está em comunhão com o sagrado.
---
Ler é fazer amor com as palavras.
---
Toda alma é uma música que se toca.
---

28 de agosto de 2010

Mensagem...



Sejamos como o sol que não visa nenhuma recompensa, nenhum elogio, não espera lucros nem fama, simplesmente brilha!
(autor desconhecido)

27 de agosto de 2010

O que é a aurora boreal, onde e quando ela acontece?


A aurora boreal é um fenômeno luminoso que acontece no pólo norte.

Ela ocorre quando partículas carregadas eletricamente, como elétrons, são emanadas do sol. Ao chegar na Terra, elas são guiadas pelo campo magnético até os pólos, originando tal fenômeno.

Quanto maior a atividade solar, mais intensas são as auroras. Vale ressaltar que elas só ocorrem nos pólos (a do pólo sul se chama aurora austral) e acima da atmosfera terrestre, a cerca de 60 km de altitude.

(Curiosidade do Minutos de Sabedoria)

24 de agosto de 2010

Mensagem de Kahlil Gibran



"O conhecimento de si mesmo é a mãe de todo conhecimento. Portanto estou incumbido conhecer a mim mesmo, me conhecer completamente, conhecer minhas minúcias, minhas características, minhas sutilezas, e cada átomo meu."

(Kahlil Gibran) "The Philosophy of Logic"

22 de agosto de 2010

O que os homens esperam das mulheres na hora do sexo?



O que os homens esperam das mulheres na hora do sexo?
O jogo do amor deve ter fantasias e companheirismo.

(Por Especialistas) - Conteúdo por:[Dr Celso Marzano] (Portal Minha Vida)

Mulheres querem respeito, carinho, dedicação, educação, amor, sinceridade, etc... Mas como sabemos, sem a atração física e a paixão a pessoa seria apenas um amigo. Mas e os homens, o que eles desejam e esperam de uma mulher?

Muitas pesquisas foram realizadas no mundo e os resultados vêm a seguir:

O que você (homem) espera de uma mulher no relacionamento?
Honestidade e comunicação aberta falando o que pensa; emoção, firmeza, flexibilidade e romantismo; inteligência nos atos do dia a dia para evitar o desgaste da rotina; ter um companheirismo sem cobranças; ter a capacidade de ser criança, mãe e amante ao mesmo tempo; saber organizar e dividir o tempo para as coisas de seu homem, filhos, da família,e também entre estudo, trabalho, lar e amigos.

O que você (homem) acha sexy em uma mulher?
Os olhos; lábios provocantes; bom senso de humor; pernas e seios bonitos; firmeza muscular; como andam e balançam os cabelos; vestimentas que mostram as suas curvas; o seu cheiro; ela sentir-se a melhor amante do mundo, etc.

E sexualmente, o que faz uma mulher ser uma boa parceira sexual e o que você espera dela?
Adoro ser seduzido; saiba usar a linguagem do corpo e me faça estremecer com toques; não ter vergonha de experimentar (um número cada vez maior de homens está se dando conta de que sente prazer em ser seduzido).

Porém poucos homens têm a coragem de pedir a uma mulher que conduza o sexo, principalmente se não for uma parceira na qual ele se sinta seguro e à vontade na intimidade. Na verdade, como o homem teme ser rejeitado sexualmente, levar um "não" ou achar que não está desempenhando o papel de "homem de verdade", faz com que ele omita sua vontade de ser dominado sexualmente. Se não diz, a mulher fica com receio de arriscar uma ousadia.

A mulher assumindo o controle do sexo , uma vez ou outra, vai oferecer um estimulante poderoso para a fantasia sexual masculina, pois vai ver que isso faz parte dos seus delírios sexuais, ainda que nem sempre dito por ele. O jogo do amor deve sempre ter muita fantasia, criatividade nos toques e posições sexuais, cumplicidade e muito sentimento.
Do que os homens mais gostam nas mulheres?

Bom humor; sensualidade; sensibilidade; maneira carinhosa de ser; maneira cuidadosa e delicada de falar, andar, comunicar-se; firmeza de caráter; inteligência; fogosidade sexual; sociabilidade, charme e beleza; amizade; da sua forma forte de vencer adversidades, de adaptar-se a dificuldades e sair delas rapidamente; de sua maneira sutil e franca de dizer as coisas; e lógico de sua capacidade de manter os gastos dentro de patamares que não o leve à falência.

Eles gostam daquela mulher que sabe o que pode comprar; que vibra tanto com uma singela rosa quanto com um colar de diamantes; que quando doente, não se afasta de seu leito; que quando ele não está, é mãe, pai e chefe de família sem perder a feminilidade; que quando ele encontra-se indisposto, faz-lhe uma massagem e toma-o no colo; que diz que ele é o melhor amante do mundo, e que de todos os homens da Terra, é o mais viril.

Em resumo, os homens querem uma mulher companheira, parceira, esposa e amante.

Conteúdo por:[Dr. Celso Marzano]

Dr. Celso Marzano - Especialidade: Urologia e Terapia Sexual

13 de agosto de 2010

Equilíbrio: Conhecer a si mesmo - Nossa principal missão


(Sandra Rosenfeld)

Falamos do outro muito tempo da nossa vida, apontamos defeitos e qualidades, sabemos exatamente como o outro deve fazer, falar e até pensar.

Avaliamos e criticamos a maneira do outro se vestir, decorar a sua casa, escolher seu parceiro.

Julgamos o tempo todo.

No entanto, temos muita dificuldade em julgar a nós mesmos, para o bem e para o mal.

Muitas vezes nos achamos feios quando não somos, o cabelo sempre podia estar melhor, acreditamos que não somos merecedores de muita coisa, mantemos nossa estima baixa.

Outras vezes nos achamos melhor que todo mundo, mais bonito, inteligente,etc,etc.

Oscilamos entre o ego exagerado, nas alturas e a diminuição de nossos valores, tanto mentais quanto físicos.

Dificilmente alguém reconhece a sua própria arrogância, ignorância, e muitas outras âncias.

O que acontece é que muitos de nós somos reflexos do outro. Nos sujeitamos a avaliação de terceiros. O que o outro pensa e diz pode nos levar a uma grande alegria ou a tristeza profunda.

Não temos a nossa própria medida, segura, firme, profunda, que vem como resultado de muito amor recebido na infância e de saber olhar para nós mesmos, nos reconhecer.

Quem não conhece a si mesmo, não sabe ouvir a sua voz interior, não consegue se olhar e ver quem realmente é, com seus defeitos e qualidades, não consegue também se manter num estado de ser pleno, harmonioso, mesmo no meio das turbulências.

Quando alcançamos essa consciência de quem somos e nosso papel aqui neste mundo, julgar o outro e a si próprio não tem mais nenhum sentido. Olhamos além das aparências, inclusive da nossa.

Aí, a vida começa a ficar muito mais interessante…

(Sandra Rosenfeld)
Escritora, Coach, Palestrante e Instrutora de Meditação. Autora do livro O que é Meditação, Ed. Nova Era, ministrante de cursos e workshops com foco em Qualidade de Vida utilizando a meditação como ferramenta.

6 de agosto de 2010

Sincronicidade...


Um bom jeito de começar a observar a sincronicidade é trocar a pergunta "por que ?" por "para que ?". Com o tempo a gente começa a colher respostas que nos permitem entender a razão de alguns acontecimentos. É só experimentar.

É isso mesmo que pensou: ao invés de perguntar "por que isso aconteceu ?", pergunte "para que isso aconteceu ?"

(Dica do Coach Dalton Cortucci da Br Coaching)

5 de agosto de 2010

Mensagem de Fernando Pessoa




"Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens."
(Fernando Pessoa)

2 de agosto de 2010

Você possui muita tralha??? Então...


"DESTRALHE-SE".
Texto: Carlos Solano

-"-Bom dia, como tá a alegria"? Diz dona Francisca, minha faxineira rezadeira, que acaba de chegar.
-"-Antes de dar uma benzida na casa, deixa eu te dar um abraço que preste!" e ela me apertou.
Na matemática de dona Francisca, "quatro abraços por dia dão para sobreviver; oito ajudam a nos manter vivos; 12 fazem a vida prosperar".
Falando nisso, "vida nenhuma prospera se estiver pesada e intoxicada". Já ouviu falar em toxinas da casa?
Pois são:
- objetos que você não usa,
- roupas que você não gosta ou não usa há um ano,
- coisas feias,
- coisas quebradas, lascadas ou rachadas,
- velhas cartas, bilhetes,
- plantas mortas ou doentes,
- recibos/jornais/revistas, antigos,
- remédios vencidos,
- meias velhas, furadas,
- sapatos estragados...

Ufa, que peso! "O que está fora está dentro e isso afeta a saúde", aprendi com dona Francisca. "Saúde é o que interessa. O resto não tem pressa!", ela diz, enquanto me ajuda a 'destralhar', ou liberar as tralhas da casa...
O 'destralhamento' é a forma mais rápidas de transformar a vida e ajuda as outras eventuais terapias. Com o destralhamento:
- A saúde melhora;
- A criatividade cresce;
- Os relacionamentos se aprimoram...

É comum se sentir cansado, deprimido, desanimado, em um ambiente cheio de entulho, pois "existem fios invisíveis que nos ligam à tudo aquilo que possuímos".
Outros possíveis efeitos do "acúmulo e da bagunça":
- sentir-se desorganizado;
- fracassado;
- limitado;
- aumento de peso;
- apegado ao passado...

No porão e no sótão, as tralhas viram sobrecarga;Na entrada, restringem o fluxo da vida;Empilhadas no chão, nos puxam para baixo;Acima de nós, são dores de cabeça;
"Sob a cama, poluem o sono".
"Oito horas, para trabalhar;Oito horas, para descansar; Oito horas, para se cuidar."

Perguntinhas úteis na hora de destralhar-se:
- Por que estou guardando isso?
- Será que tem a ver comigo hoje?
- O que vou sentir ao liberar isto?

...e vá fazendo pilhas separadas...
- Para doar!
- Para jogar fora!

Para destralhar mais:
- livre-se de barulhos,
- das luzes fortes,
- das cores berrantes,
- dos odores químicos,
- dos revestimentos sintéticos...

e também...
- libere mágoas,
- pare de fumar,
- diminua o uso da carne,
- termine projetos inacabados.

"Se deixas sair o que está em ti, o que deixas sair te salvará.. Se não deixas sair o que está em ti, o que não deixas sair te destruirá", Arremata o mestre Jesus, no evangelho de Tomé.
"Acumular nos dá a sensação de permanência, apesar de a vida ser impermanente", diz a sabedoria oriental. O Ocidente resiste a essa idéia e, assim, perde contato com o sagrado instante presente.

Dona Francisca me conta que "as frutas nascem azedas e no pé, vão ficando docinhas com o tempo".. a gente deveria de ser assim, ela diz "Destralhar ajuda a adocicar."

1 de agosto de 2010

Mensagens de Lao-Tsé


"A alma não tem segredo que o comportamento não revele".

"Aquele que obtém uma vitória sobre outros é forte, mas aquele que obtém uma vitória sobre si próprio é poderoso".

"Se deres um peixe a um homem faminto, vais alimentá-lo por um dia. Se o ensinares a pescar, vais alimentá-lo toda a vida".

"Na condução das questões humanas não existe lei melhor do que o autocontrole".

Obs: Lao-Tsé foi um importante filósofo da China antiga. Conhecido como o autor do "Tao Te Ching" ou “Livro do Caminho e da Virtude”, a obra basilar da filosofia taoísta.

29 de julho de 2010

O que você busca na vida? (Gasparetto)


“Seja lá o que for, você se busca. Poucas pessoas se dão conta de que estão se procurando. Temos a imperiosa necessidade de nos realizarmos, de nos sentirmos preenchidos de nós mesmos. Queremos ficar cheios de nós.
Para tal, necessitamos de nosso apoio e de nossa aceitação. Temos que usar toda a nossa auto-atenção, nosso auto-respeito e confiarmos integralmente em nós mesmos.
Queremos o apoio daqueles que estão à nossa volta e recusamos nosso próprio apoio. Pagamos caro para ter “alguém” para nós, enquanto nos rejeitamos para ser como esta pessoa quer que sejamos. Somos prisioneiros de obrigações para que o mundo nos aplauda e nos crucificamos para que os outros nos aplaudam, enquanto nos recusamos a nos reconhecer como pessoas maravilhosas. Queremos ser especiais para nossos Amigos enquanto nos tornamos escravos das expectativas, fazendo nossas míseras existências vazias e insatisfeitas.
O nome disso é egoísmo.
Quem disse que egoísta é alguém que só faz o que quer está muito enganado. Egoísta é aquele que faz tudo para os outros na esperança de que eles cuidem de suas carências. Qualquer carência é auto-abandono. Só somos impotentes quando somos pretensiosos, e só somos pretensiosos quando estamos cegos aos nossos limites e necessidades e queremos bancar os gostosões para explorar os aplausos e favores dos outros. Acabamos por nos mimar e nos tornamos fracos e derrotados.
Buscar o apoio nas pessoas nos liquida. Esperar aprovação da torcida empata nossa vida. Contar com o amor dos outros nos torna mendigos de afeto. Olhar-se com os olhos dos outros cria sempre uma falsa auto-imagem e uma baixa auto-estima. Querer agradar sempre faz de nós uns chatos. Esperar valorização das pessoas nos deixa à margem da vida. E, finalmente, mordomia atrofia nossos potenciais.
A auto-responsabilidade nos torna independentes e capazes de nos realizar. Você, na verdade, só precisa da sua ajuda e nada mais.
Vá em frente e conte apenas com você mesmo”.
(Luis Antônio Gasparetto)

28 de julho de 2010

Interferências...


(Gênice Suavi)
Sofremos interferências o tempo inteiro!
Interferências de Energias, de pensamentos, opiniões.
E dependendo da estrutura interna de cada um, a influência externa é sentida na pele.
Com atitudes contrariadas, pensamentos questionados, sensações ignoradas!
Em nome do moralismo, bons costumes, a falsa hipocrisia da sociedade, acabamos por tolher, nossos sentimentos e sensações mais nobres.
Deixamos de lado o que diz nosso coração, ouvimos opiniões de terceiros, como se estas fossem as certas!
Oras, quem está certo? Quem está errado? Tudo é relativo!
Conceitos criados ao longo do tempo, dúbias concepções acerca da Vida, o martírio de ceder à vontade de terceiros, e deixar a própria de lado.
Ser “certinho” é abrir mão da felicidade! É impossível ser feliz seguindo a conduta de outras pessoas, pois cada um é um.
Logo... A felicidade é individual e intransferível!
O falso argumento de que o outro é responsável pela nossa felicidade, é no mínimo, um fardo excessivamente pesado para colocar nos ombros do outro!
Diria até, irresponsabilidade e egoísmo.
Porque até mesmo a felicidade é responsabilidade nossa, o que falar então, das próprias sensações, opiniões e decisões?
“De uma vez por todas, deve-se dar um basta nestas interferências externas, e se permitir a própria felicidade!”

24 de julho de 2010

.
"Na busca da sabedoria, o primeiro estágio é calar, o segundo ouvir, o terceiro memorizar, o quarto praticar, o quinto ensinar."
Rabi Salomon Ibn Gabirol (Século XI; Espanha)

21 de julho de 2010

Oração...


Concedei-nos Senhor, Serenidade necessária, para aceitar as coisas que não podemos modificar, Coragem para modificar aquelas que podemos e Sabedoria para distinguirmos umas das outras.
(Reihold Niebuhr)